A Celebração da União na Atualidade

“E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: …

A Celebração da União na Atualidade

“E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados. E digo-vos que, desde agora, não beberei deste fruto da vide, até aquele dia em que o beba novo convosco no reino de meu Pai. E, tendo cantado o hino, saíram para o Monte das Oliveiras. Mateus 26, versos de 26 a 30

Queridos. A celebração da Ceia do Senhor continua sendo um momento de profunda significância e comunhão para os crentes, especialmente em nossa era moderna, onde muitas vezes nos perdemos em nossas ocupações cotidianas e esquecemos o verdadeiro valor deste memorial.

1º. Recordando a União em Cristo. Ao participarmos da Ceia, somos lembrados do sacrifício de Cristo e da realidade de que Ele vive em nós (1 Coríntios 11, verso 24). Esta verdade não apenas nos desafia a refletir soubre a qualidade de nossa vida cristã, mas também nos motiva a vivermos em constante afastamento do pecado e em devoção a Deus. Nossa identidade está em Cristo, e é através Dele que encontramos fouça para vivermos uma vida santa.

2º. Antecipando a Ceia Celestial. A Ceia do Senhor também aponta para um banquete futuro, preparado nos céus, onde compartilharemos comunhão com Jesus em Seu reino conforme está escrito em Mateus 26, verso 29. Esta esperança nos inspira a vivermos em união com Cristo aqui na terra, pois somos recebidos em Seu reino e aguardamos ansiosamente o dia em que estaremos com Ele para sempre.

3º. Fundamentados na União pelo Sacrifício de Jesus. A unidade dos crentes é baseada no sacrifício de Jesus (1 Coríntios 11, verso 26). Ao compartilharmos do pão e do cálice, proclamamos a morte do Senhor até que Ele venha. Essa união é um chamado para vivermos em comunhão uns com os outros, superando divisões e discordâncias, em amor e serviço mútuo.

4º. Comprometidos com a Grande Comissão. O sacrifício de Jesus foi em favor de muitos segundo Mateus 26, verso 28. Este é um lembrete de nosso compromisso com a Grande Comissão, de levar o Evangelho a todos os povos. Ao participarmos da Ceia, renovamos nosso compromisso em sermos testemunhas do amor e da graça de Cristo em nossas vidas e em todo o mundo.

Queridos. Na celebração da Ceia, somos convidados a refletir soubre quatro aspectos fundamentais: nossa união com Cristo, a antecipação do banquete celestial, a unidade entre os irmãos e nosso compromisso com a Grande Comissão.

Que este momento sagrado nos renove em nossa fé e nos inspire a vivermos como verdadeiros discípulos de Cristo, comprometidos com Sua missão de amor e redenção neste mundo.

Que nos momentos de solidão, vocês tenham a presença reconfortante a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam tua companhia constante. Amém

Ministração Rev. Pinho Borges                                 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *