Minha Crônica de Final de Ano.

Minha Crônica de Final de Ano.

Hoje, mais uma vez recito o texto do salmista, Senhor, “ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio.”

O ano de 2021, termina hoje, ele está sendo considerado o menor ano da história recente. Não me importo se essa redução do tempo cromos, reduziu os meus dias de vida, pois ela me aproxima da eternidade.

 Só tenho que agradecer a Deus pelos itens de sabedoria que Ele acrescentou a minha vida em um ano com tantas dificuldades, mas apesar dos pesares consigo ver o seu término.

Assim, como milhões de pessoas, vivo fisicamente cada dia como um simples período de horas seguindo os meus rituais diários e costumeiros. Acordo, trabalho e durmo; acordo, trabalho e durmo. E nem percebo que estou repetindo mecanicamente o programa que a máquina social me impôs no dia a dia. Mas, o que me alegra e traz felicidade é que Deus me ensina constantemente a contar os meus dias e isso contribui para minha evolução mental, social, psicológica e religiosa.

Esta evolução acontece porque o Criador preparou o meu espírito para ver o que os olhos não enxergam, e ouvir o que meus ouvidos não ouvem. Com certeza Deus deseja que no ano de 2022, que eu e você alcancemos melhorias na vida espiritual e material, através da sabedoria por Ele dada.

Queridos. É a sabedoria divina que vai nos ajudar a sair da banalidade diária, e nos fazer olhar para cada dia como uma benção de longevidade e prosperidade. É a sabedoria divina que nos revela que os dias não se repetem, assim como as ondas do mar, mas que passados se dissipam na eternidade.

Creia. Deus transforma a rotina diária em “novas manhãs” e potencializa a mesma para o nosso bem, por isso não banalize, não desperdice, o dia, essa dádiva divina. Como o salmista repito: “Ensina-me a contar os meus dias, de tal maneira que eu alcance coração sábio.”

Olharei para 2022, como um presente de Deus, que trará novas possibilidades e oportunidades de renovação da minha vida. Com certeza evoluirei na fé, na mente e na vida.

Em 2022 continuarei buscando sabedoria no Senhor, para extrair lições construtivas para o presente e para o futuro. Se Deus assim permitir, os meus segundos se tornarão em minutos, horas, dias, meses e anos e os usarei para a honra e a glória dEle.

Queridos. Vou encarar 2022, como a dádiva da longevidade ofertada pelo Criador. E em Cristo Jesus continuarei aprendendo contar os meus dias, de tal maneira que alcance um coração sábio.
Tchau, 2021, foi bom enquanto durou!
Feliz 2022 para todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *