O barulho do trovão

O barulho do trovão

Reflexão no Salmo 29. Quando eu era menino, e me assustava com o barulho dos trovões, corria para o colo da minha mãe, que dizia que não era para ter medo, pois era a voz de Deus, anunciando que ia chover. Não resta dúvida que isso aquietava por um momento o meu coração de criança. O Salmo 29, no qual vamos refletir tem relação direta com o salmo 28, nele David, diz que “O Senhor é meu escudo e com meus cânticos lhe agradecerei”, e o escreve para agradecer a Deus por ter recebido poder. Mas o Salmo 29, serve também de introdução para o Salmo 30, que é dedicado a futura inauguração da Casa do Senhor e foi cantado quando a Arca da Aliança era conduzida para Jerusalém na preparação para a inauguração do templo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *