Um nascimento para ser comemorado.

Carrousel, Reflexão

Alegra-te, muito favorecida! O Senhor é contigo. Lc. 1:28. O nascimento do primeiro filho é algo muito esperado na vida de um casal. A certeza quase absoluta provoca a preparação desta espera e tudo é organizado para esse mágico momento. O enxoval, o quarto, tudo é esmeradamente preparado para a chegada do primeiro filho.
O nascimento é tido por alguns pais como uma luz que ilumina todo ambiente hospitalar.
A felicidade dos pais o nascimento do(a) primogênito(a) é indescritível para os pais. Nos preparativos para a chegada do primeiro filho, muitos pais leem livros sobre educação infantil, assistem às aulas sobre parto natural entre outros.
Deus também ficou muito contente com o nascimento do Seu Filho. Os coros angelicais anunciaram Sua chegada. Os pastores e os magos proclamaram o Seu nascimento. As vozes de profecias feitas séculos atrás ecoaram o nascimento do Messias.
Aquele não foi um nascimento comum. Jesus foi concebido de maneira sobrenatural pelo Espírito Santo no ventre de Maria. Aquele não era um bebê comum. Jesus era o divino Filho de Deus em carne humana, o Cristo divino-humano.
O anjo anunciou a missão de Jesus para José: “Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque Ele salvará o Seu povo dos pecados deles.” Mt. 1,21. Sua missão foi claramente definida pelo Céu – salvar o Seu povo dos pecados deles.
O bebê nascido na manjedoura de Belém é o seu e o meu Salvador.
O período do Natal é próprio para comemorar e rejubilar. É um bom momento para louvar.
Não fomos deixados a sós nas profundezas do nosso pecado. Na escuridão da nossa rebelião existe uma luz. Aprisionados nas garras do pecado, existe esperança.
Podemos alegrar-nos. No bebê nascido em uma manjedoura de Belém, Deus nos enviou uma inegável mensagem do Seu amor. Ele encherá sua vida de felicidade e júbilo neste Natal.

Deixe uma resposta