Seja perdoador

Carrousel, Reflexão

Provérbio. 15,17… Seja perdoador – Melhor é um prato de hortaliças onde há amor do que o boi cevado e, com ele, o ódio.

Alejandro é um refugiado colombiano que reside no Equador. Ele narra que teve que deixar a Colômbia, tempos atrás, depois que os guerrilheiros tomaram a fazenda de seu pai: “para salvar a vida tivemos que fugir”, disse ele.

A família chegou ao país vizinho sem nada, do ponto de vista material e econômico, com novos sonhos e muita vontade de trabalhar. A família abandonou toda sua história na pátria de onde foram expulsos por causa da luta fratricida do poder.  Quando a esposa falava do passado na Colômbia podia-se ver nos olhos dela traços de tristeza e rancor.

Alejandro conta que muito tempo manteve um sentimento ódio, rancor e desejo de vingança. Mas um dia ele encontrou Jesus e os seus ensinos. Ele entendeu que os sentimentos negativos que guardava no coração não estavam fazendo atingindo guerrilheiros, mas a si mesmo.

Ele refletiu em Cristo Jesus e reconsiderou seus caminhos e Jesus o libertou do rancor, colocando em seu coração a paz como um remanso de águas tranquilas.

Estava junto outro jovem com o nome de Sebastian, que também saíra de seu país como resultado das guerras internas, e que dissimuladamente, tentava esconder lágrimas rebeldes que saiam dos seus olhos. De repente, Sebastian, entra na conversa e diz: “Eu sou filho de um dos líderes guerrilheiros que expulsaram vocês da fazenda.”

Um clima de tensão poderia ter envolvido o ambiente, pois estavam frente a frente os filhos do perseguidor e do perseguido. Olharam fixamente um ao outro, mas naquele olhar não havia rancor, nem mágoa, nem ressentimento, porque um dia ambos encontraram Jesus, que transformou corações que que no passado eram poços de contendas e ódio em perdão.

Queridos. Sejam felizes. Viva na dimensão do amor de Cristo, que seu amor por nós cobriu todas as nossas transgressões. Lembre-se que o amor limpa, purifica e redime; que o amor é a maior e mais sublime expressão do perdão.

Abra o seu coração para o amor e perdão, porque “melhor é um prato de hortaliças onde há amor do que o boi cevado e, com ele, o ódio”.

Deixe uma resposta