Se ficar a solidão pega; se correr o vírus mata.

Se ficar a solidão pega; se correr o vírus mata.

PINHO BORGES – No MINHA OPINIÂO de hoje, vamos tratar do isolamento social e os danos físicos na pessoa idosa. Todos sabem que o período do envelhecimento traz em seu bojo muitas e grandes transformações ao físico que mexem com a nossa cuca.
Na estrada do envelhecimento a velocidade é tão grande que mal conseguimos enxergar as placas indicativa das mudanças.
Mudanças essas que só percebemos quando fazemos um “stop”.
No espelho. Verificamos que aumentaram as marcas das mudanças físicas.
Na carteira. Verificamos que a aposentadoria não nos deixa sustentável.
Na farmácia. Verificamos a cestinha de medicamentos aumentando o número de itens.
Na família. Verificamos que a casa está se tornando uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) com o afastamento dos familiares.
No direito de Ser. Verificamos que perdemos a mobilidade, a autonomia e a independência.
Sei que isso não é só culpa da pandemia, pois antes dela, as pessoas idosas já enfrentavam essas situações.
De forma consciente ou não, a família, a sociedade acham que as pessoas idosas são seres completos; que já alcançaram o topo do Monte da Vida e que agora só lhe restam voltar ao pó, numa descida em alta velocidade com a ajuda da Lei da Gravidade.
Os psicólogos, dizem que depois dos 60 anos aumenta o sentimento de solidão, e que o isolamento social desenvolve as doenças relacionadas com a saúde mental é que isso está se tornando um problema de saúde pública, principalmente no segmento da pessoa idosa.
Com a pandemia do Corona Vírus, sabemos da necessidade do afastamento do convívio social, mas isso não significa abandono. O afastamento por conta do contágio impende que sejamos ‘observados de perto’.
Se antes da pandemia a solidão já era uma realidade na vida da pessoa idosa agora na pandemia a situação piorou,
A situação da pessoa idosa é: se correr o bicho pega. Se ficar o bicho come. Hoje há muitos idosos abandonados em suas próprias casas.
Segundo os pesquisadores da Universidade de Chicago/USA, o isolamento pode aumentar o risco de morte em 14% nas faixas etárias do envelhecimento, e a solidão é um dos fatores para a mortalidade por ela afetar a imunidade. Só lembrando quem está dizendo isso é a ciência.
Há uma expressão em inglês fight or flight, que traduzida para o português é “lutar ou fugir”, ou no popular: “Se correr o bicho pega. Se ficar o bicho come”.
Finalizo dizendo. Se ficar a solidão pega; se correr o vírus mata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *