Ressuscitados com Cristo: Vida Nova e Verdadeira Transformação

A celebração da Páscoa é o coração do calendário cristão, um momento em que refletimos sobre a ressurreição de Jesus Cristo, e o significado transformador que ela tem para nossas vidas.

Ressuscitados com Cristo: Vida Nova e Verdadeira Transformação

Queridos.

A celebração da Páscoa é o coração do calendário cristão, um momento em que refletimos sobre a ressurreição de Jesus Cristo, e o significado transformador que ela tem para nossas vidas.

A carta de Paulo aos Colossenses, nos convida a meditar hoje, e nos lembra da centralidade de Cristo e da suficiência de sua obra salvífica, contra qualquer sincretismo ou adição que tentem diminuir seu poder e majestade.

A nossa união com Cristo Ressuscitado tem início quando morremos para o pecado e renascemos para uma nova vida em Cristo.

Esta nova vida é marcada por uma contínua conversão, despojando-nos do “homem velho”. E, somos chamados a nos revestir da imagem de Cristo, refletindo seu amor e entrega em nossa jornada diária.

Paulo nos exorta a fixarmos nossos corações e mentes nas coisas do alto, não nas terrenas, pois os bens eternos e a nossa meta definitiva estão além desta vida.

Viver com a mente e o coração no céu implica responsabilidades práticas na terra.

Paulo delineia comportamentos concretos que devemos abandonar, e virtudes que devemos cultivar quando escreve aos Colossenses.

A igreja em Colossos enfrentava o desafio de doutrinas estranhas e práticas sincretistas.

Paulo reafirma a suficiência de Cristo contra qualquer adição que desvie a fé dos crentes.

Cristo é o fundamento e nenhuma prática ascética, observância de festas ou especulação sobre anjos pode completar o que Cristo já realizou.

Em Cristo, temos todo o conhecimento e a verdadeira vida religiosa.

Queridos.

A mensagem pascal que Paulo nos transmite em sua carta aos Colossenses é clara: nossa vida, ressuscitada com Cristo, deve refletir a grandeza desse mistério em cada ação, pensamento e desejo.

Somos chamados a viver uma vida que transcende as limitações deste mundo, ancorados na esperança gloriosa da ressurreição.

Que nesta Páscoa, e em todos os dias que se seguem, possamos nos despojar continuamente do homem velho e nos revestir de Cristo, buscando as coisas do alto, onde Cristo está, sentado à direita de Deus.

Que em todas as tuas relações, a compreensão e o perdão sejam abundantemente derramados pela graça do Senhor Jesus Cristo, pelo amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo. Amém

Ministração Rev. Pinho Borges.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *