Quando as máscaras caem

Todos os anos no período de carnaval as pessoas submergem no anonimato das máscaras porque elas querem o prazer de uma liberdade ou talvez a prática da indecência como pessoas desconhecidas.

Este ano, 2023, haverá oficialmente os festejos de momo pois segundo as autoridades sanitárias a pandemia do Corona vírus já se foi. Não quero falar de máscara de tecidos, acrílico ou outro qualquer material. Quero falar das máscaras moral, ética e espiritual.

O carnaval é um período de caos abstrato que possibilita as pessoas a se livrarem daquilo que consideram amarras sociais, éticas e até religiosas.

É o momento de jogar no lixo a responsabilidade pessoal, a preocupação mental e a alto-disciplina social. Nem se lembram que o período de divertimento sem controle vai embora na mesma rapidez que chegou.

E só resta ao folião contabilizar o prejuízo acumulado na enganosa liberdade. Prejuízo econômico, moral, ético e espiritual passa sufocar o mascarado de momo, agora ressacado.

Todos os que usam máscaras um dia serão desmascarados, pois há alguém que não se deixa enganar pelas fantasias. Alguém com olhos tão penetrantes que consegue tudo por atrás de máscara. Os olhos do Deus vivo e santo veem todas as coisas; são olhos que te seguem sempre em todos os lugares.

Na balbúrdia do carnaval os olhos de Deus te observam, se nenhuma pessoa te identificar, Ele te reconhece. Ele sabe tudo ao teu respeito e presencia tudo que o fazes. Diante dele, todas as marcaras caem.

A folia de momo é com a relva do campo murcha na mesma rapidez que que floresce e deixa o encantado folião com o coração vazio, mal-humorado, sentimento de miserabilidade

A vida ficou monótona, vazia e restou somente um gosto amargo. O carnaval chega vestido de alegria e vai embora desnudo deixando um rasto de aflições, dores, sofrimentos e desesperos. Aqueles que ao momo dedicou a vida certamente será abandonado sujo e manchado pelo pecado. Além do coração decepcionado e vazio.

Queridos. Lembre-se que Deus amou mundo de tal maneira que deu seu filho, para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna, e que o sangue de Jesus Cristo o seu filho nos purifica de todos pecados.

Hoje é o dia em Deus quer arrancar dos rostos dos homens as máscaras da justiça própria, do orgulho e da altivez. Hoje retire a máscara e peça perdão a Deus, pois se assim não fizer Ele vai desmascarar.

Um conselho. Busque a alegria que não usa máscara, uma alegria verdadeira da alma. Alegria pura, sem mancha. Alegria que dura a eternidade e não apenas três dias.

Lembre-se. As máscaras não te escondem de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *