Prova de vida ou CPF cancelado

Prova de vida ou CPF cancelado

PINHO BORGES – O Governo Federal já adiou várias vezes a famigerada prova de vida anual para os aposentados, pensionistas e anistiados. A última medida do governo determina que os vivos beneficiados têm até o dia 30 de junho de 2021, para se apresentar “vivinho da silva”.
Dizem que usamos essa expressão ‘vivinho da silva’ para superlativar um estado pessoal de alguém, isso é, para dizer que o fulano de tal está vivo.
Provar que está vivo para mim é um contrassenso, pois o INSS tem como ter essa prova sem obrigar os aposentados e pensionistas comparecerem “vivos” a uma agência bancária da marca pelo qual recebem os benefícios.
Será que a convocação é porque não há mais a disseminação do Coronavírus?
Será que todos os beneficiados, que na maioria, são pessoas idosas e vulneráveis, já estão protegidos?
Claro que não. Essa atitude do INSS pode aumentar o contágio e agravamento da doença na população idosa ou pré idosa.

Na minha opinião esse tormento de prova de vida devia acabar. Sabe por quê? Porque quando a pessoa morre, aqui no Brasil ele tem o CPF cancelado.

Acho estranho o morto receber aposentadoria ou benefício quando ele não pode sacar dinheiro no banco, nem pode fazer comprar porque ao registrar o óbito no Cartório de Registro a Receita Federal, é informada e automaticamente o CPF é cancelado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *