Prov. 16,26…A TERAPIA DO TRABALHO

Carrousel, Idoso em Foco, Reflexão

A fome do trabalhador o faz trabalhar, porque a sua boca a isso o incita.

Os meninos que gostam muito de futebol passam o dia todo fora de casa. Às vezes chegam até jogar a noite inteira, mas se não fosse por causa da fome nem sentiam necessidade de alimento.

Li uma historinha que narra que uma mãe, propositadamente, não preparou o almoço para os filhos que estavam batendo uma bolinha. E quando eles chegaram em casa e entramos na cozinha. Não havia nada. O fogo do fogão estava apagado e as panelas vazias. A mãe parecia nem perceber que eles estavam procurando comida. O mais velho perguntou: “Não tem nada para comer?” A resposta foi monossilábica: “Não.” “E então?” perguntaram. A resposta da mãe foi: “Então, vamos todos trabalhar juntos e preparar o almoço.”

Sabe, o trabalho sempre foi parte do plano divino para a formação e o crescimento do homem. Antes da entrada do pecado era uma bênção. Depois do pecado, continuou sendo uma bênção. Mas foram incluídos alguns elementos estranhos, como dor, cansaço e fadiga. Também apareceu na natureza humana algo pernicioso, chamado preguiça ou negligência. Por isso, Deus usa a fome como elemento motivador para levar o homem ao trabalho.

Hoje, como todos os dias, você precisa ir trabalhar. Não encare o seu labor como um fardo pesado, mas como um privilégio. Faça com dedicação o que tiver que ser feito, por insignificante que pareça. Se alguém achar um trabalho pequeno, indigno de ser realizado, essa pessoa não é confiável para receber grandes responsabilidades.

Comece hoje. O único trabalho que não é realizado é aquele que não é começado. Portanto, busque oportunidades. Não as espere sentado na praça da contemplação.

Porém, para que tudo isso seja uma realidade em sua experiência, você precisa estar bem com Deus. Ele tira o temor e a timidez do coração e coloca garra, força e otimismo.

Queridos. Faça de hoje um dia extraordinário de trabalho frutífero. Que Deus abençoe a obra das suas mãos. E não se esqueça: “A fome do trabalhador o faz trabalhar, porque a sua boca a isso o incita.”

Deixe uma resposta