Preparo de berços Berço

Preparo de berços Berço é o local que receberá uma semente ou uma muda, o espaço onde uma nova vida se desenvolverá. Na agroecologia, utilizamos essa expressão em vez de “cova”.

O preparo de berços é normalmente realizado para as culturas de plantio direto, como pepino, melancia e abóbora, ou as culturas de transplante, como  repolho, tomate e pimentão. Na abertura dos berços, evita-se mexer demais na terra, pois isso causa perda de matéria orgânica. Dessa forma, somente o local exato do plantio é modificado. Sabendo disso, podemos evitar a construção de canteiros para as espécies que citamos acima e plantar apenas as mudas ou sementes em nível (observando a declividade do terreno), de acordo com o espaçamento de cada espécie. Para adubarmos os berços, devemos misturar o composto com a terra retirada dos buracos.

O adubo nunca deve entrar em contato direto com as raízes das plantas, pois poderá desencadear um processo de fermentação e impedir o crescimento e desenvolvimento delas.  Quando possível, deve-se molhar o solo antes do plantio, principalmente os berços, para oferecer um ambiente mais favorável ao desenvolvimento das mudas. O plantio também é mais bem-sucedido quando as mudas são plantadas no fim do dia, para que não sofram com o calor. 

Berço com terra e esterco misturados Berço só com esterco Esterco “fresco” ou “mal curtido” não deve ser usado na produção, principalmente no transplante de mudas para os berços, pois pode “queimar” as raízes das plantas ao desencadear um processo de fermentação que libera .

file:///F:/001..EDI%C3%87%C3%83O/TEXTOS/5..Plantar%20e%20colher.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *