Peça a Deus o que você deseja

“Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.”.. Escute a ministração do Rev. Pinho Borges, em vídeo/áudio, e/ou leia o texto no Portal Idosonews.com

Peça a Deus o que você deseja. “Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.”

Queridos. O texto de Mateus 7, versos 7 e 8, faz parte do famoso Sermão da Montanha, proferido por Jesus. Nesse sermão, Jesus discorre sobre diversos temas relevantes para a vida dos seus seguidores, incluindo a oração e a relação com Deus. Os versículos 7 e 8 apresentam uma mensagem poderosa sobre a importância de buscar a Deus, e confiar que Ele responde às nossas petições.

O Contexto Bíblico. Antes de abordar esses versículos, é importante entender o contexto do Sermão da Montanha. Jesus estava ensinando seus discípulos e a multidão reunida sobre a natureza do Reino de Deus, e o estilo de vida que os seus seguidores deveriam adotar. O capítulo 7 de Mateus, onde encontramos os versículos em questão, finaliza esse sermão, ressaltando a importância da prática dos ensinamentos de Jesus.

Análise dos Versículos. Peçam, e lhes será dado. Jesus inicia enfatizando a importância da oração. Ele incentiva seus seguidores a não hesitarem em pedir a Deus aquilo que necessitam. A linguagem usada aqui é direta e encorajadora. A promessa implícita é que Deus está disposto a responder às nossas súplicas.

Busquem, e encontrarão: Além de pedir, Jesus insta seus ouvintes a buscarem. Isso sugere um esforço ativo por parte dos crentes. Deus não apenas responde às nossas petições, mas também deseja que busquemos uma relação mais profunda e próxima com Ele.

Batam, e a porta lhes será aberta. Aqui, Jesus usa uma metáfora da porta que se abre quando alguém bate. Isso simboliza a disponibilidade de Deus para nos receber em Sua presença. A metáfora também destaca a ideia de participação ativa por parte dos crentes, que devem se esforçar para entrar na presença de Deus.

Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta: Jesus reafirma a promessa com um princípio geral: Deus é fiel e responde às orações daqueles que buscam Sua vontade. A repetição dos verbos “pedir”, “buscar” e “bater” enfatiza a perseverança e a confiança na resposta divina.

A temática central desses versículos é a ênfase na importância da oração e da confiança em Deus. Eles nos ensinam que Deus deseja uma relação íntima e ativa com Seus filhos, convidando-os a trazer suas necessidades, desejos e anseios a Ele. Entretanto, a mensagem vai além do simples pedido; ela ressalta a necessidade de busca constante e persistência, bem como a abertura das portas da comunicação e do relacionamento com Deus.

Aplicações Práticas.

Primeira. Confiança em Deus. Os versículos encorajam a confiança na resposta divina. Isso não significa que Deus concederá tudo o que pedimos, mas sim que Ele responderá de acordo com Sua sabedoria e vontade.

Segunda. Persistência na Oração: A ideia de pedir, buscar e bater enfatiza a persistência na oração. Mesmo quando parece que Deus não está respondendo imediatamente, devemos continuar buscando Sua vontade.

Terceira. Relacionamento com Deus: Esses versículos convidam os crentes a um relacionamento ativo com Deus, onde a comunicação e a busca de Sua presença são fundamentais.

Quarta. Alinhamento com a Vontade de Deus: Embora Jesus prometa responder, a oração deve estar alinhada com a vontade de Deus. O objetivo é buscar Sua vontade, não apenas satisfazer nossos próprios desejos.

Queridos.

Mateus 7, versos 7 e 8 é uma poderosa exortação de Jesus sobre a oração e a busca de Deus. Esses versículos nos lembram da disponibilidade de Deus para nos ouvir e nos incentiva a buscá-Lo com confiança e persistência. No entanto, a ênfase está na busca de uma relação profunda e alinhada com a vontade divina, não apenas na obtenção de nossos desejos pessoais. Isso nos convida a cultivar uma vida de oração, confiança e busca constante da presença de Deus em nossas vidas.

Áudio ministração do Reverendo Pinho Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *