Páscoa: Renascimento da Esperança

Queridos. Hoje, vamos celebrar um dos momentos mais significativos do nosso calendário espiritual e litúrgico: a Páscoa. Este é um tempo não apenas de reflexão sobre uma antiga tradição, mas também de profunda renovação da nossa fé e esperança…

Páscoa: O Renascimento da Esperança

Queridos. Hoje, vamos celebrar um dos momentos mais significativos do nosso calendário espiritual e litúrgico: a Páscoa. Este é um tempo não apenas de reflexão sobre uma antiga tradição, mas também de profunda renovação da nossa fé e esperança.

A Páscoa marca, em seu cerne, a vitória da luz sobre as trevas, da vida sobre a morte. Estamos celebrando a vigésima quarta Páscoa do novo milênio, um momento propício para reconhecermos que, apesar das aparências, nossa jornada é iluminada por uma luz de esperança que nunca se apaga.

Muitos de nós esperávamos que a chegada deste novo século trouxesse consigo uma era de maior fraternidade e unidade entre os povos. No entanto, somos frequentemente confrontados com realidades desanimadoras: ódio, violência, corrupção e intolerância parecem não apenas persistir, mas crescer em nossa sociedade. Isso pode levar alguns a questionar: “Onde está a promessa da Páscoa em meio a tanta escuridão?”

Porém, queridos, a resposta está na própria essência da Páscoa. A Páscoa não é apenas uma celebração teórica; é a manifestação máxima do amor e da misericórdia de Deus por nós. É a prova definitiva de que, não importa quão densas sejam as trevas ao nosso redor, a luz de Cristo ressuscitado tem o poder de as dissipar.

Neste contexto, a Páscoa desafia cada um de nós a não apenas celebrar, mas a viver profundamente suas implicações. Ela nos chama à conversão, não apenas pessoal, mas também coletiva. Estamos convidados a repensar nossa vida, nossas escolhas e nosso compromisso com o Evangelho.

A Páscoa não deve ser reduzida a um feriado prolongado, a uma festa do chocolate, ou a um aumento temporário na frequência às celebrações litúrgicas. Em vez disso, a Páscoa deve ser vivida como um constante processo de transformação. uma celebração contínua que nos convoca a carregar a luz de Cristo em todas as áreas da nossa vida e da sociedade.

Cada Ceia do Senhor, cada ato de amor e serviço ao próximo, cada passo em direção à justiça e à paz, são manifestações da Páscoa em nosso viver. Somos chamados a sermos testemunhas da ressurreição, não apenas com palavras, mas com ações que refletem a esperança e a luz que recebemos de Cristo.

Portanto, queridos que esta Páscoa marque um renascimento da esperança em nossos corações. Que possamos sair daqui renovados em nossa fé e fortalecidos em nosso compromisso de ser luz no mundo, seguindo os passos do Ressuscitado.

Que a paz e a alegria da Páscoa estejam com todos nós, hoje e sempre. Que a esperança que nunca desfalece seja constantemente renovada em teu coração pela graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo, estando com todos vós. Amém.

Ministração Rev. Pinho Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *