Palavras de vida ou morte

Palavras de vida ou morte

Ainda que eu ande pelo vale da sombra e da morte não temerei mal algum, pois Tu estás comigo. Sl 23.

A exatamente há seis anos, 24 de março de 2014.  O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, afirmou naquela segunda-feira (24) que o Boeing 777-200 que fazia o voo MH370, da Malaysia Airlines, desaparecido desde o dia 8 de março com 239 pessoas a bordo, caiu no Oceano Índico e não há sobreviventes.
Depois de 16 dias de busca da aeronave as autoridades do país perceberam que não há mais esperança de vida para passageiros e tripulação.
Apesar da cobrança sobre o desaparecimento da aeronave e a exigência de uma declaração mais concreta o governo malaio vem adotando uma política de “não fazer comentários”, pois nada foi encontrado até hoje do avião.
As agências de notícias informam tudo que possa levar a uma pista, mas a causa do acidente permanece um mistério.
Enquanto isso os painéis do aeroporto pedem oração.

Hoje, 23 de março de 2020, o mundo pede oração, pela grande nave espacial, a terra, por conta da pandemia do Coronavírus, que tem causado a morte de várias pessoas nos quatros cantos da terra.
Queridos.
Deus age de acordo com a Sua soberana vontade, por isso que muitas vezes não vemos a satisfação da nossa vontade. Infelizmente, as coisas ruins também acontecem com pessoas boas. De maneira que não compreendemos totalmente.
Deus usa o pesar, o desastre e o sofrimento para fazer com que os pecadores se aproximem dEle.
Ele usa até mesmo o mal, como o desaparecimento do avião, ou uma doença pela qual não foi responsável, para prosseguir com os Seus propósitos, pois “a alma que pecar essa morrerá”.

Difícil de entender? Certamente que sim!
Mas, em meio as tragédias o que nos conforta é que Ele nunca vai nos abandonar, e aquilo que ainda não entendemos agora será entendível na eternidade.

Conselho do ancião. Confie plenamente em Deus. Mas, não esqueça os cuidados necessários e preventivos neste momento do Coronavírus. Lembre-se. O oração sem ação não tem solução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *