O justo quando cai se levanta

O justo quando cai se levanta

“Porque sete vezes cairá o justo e se levantará; mas os perversos são derribados pela calamidade”. Prov. 24:16.
Na vida ganhamos  ou perdemos batalhas, mas nunca a guerra. Quando falamos de guerra não estou me referindo aos conflitos entre nações.
Falo da guerra espiritual que aniquila e destrói mais que a guerra física, pois as suas consequências são eternas.
Na guerra espiritual o inimigo das nossas almas procura desacreditar a ação de Deus em nossa vida maculando o caráter de Deus. O diabo sempre apresenta Deus como tirano, cruel, não amoroso e sem preocupação com o pecador. Ou apresenta Deus como um liberal sem personalidade e aberto a todo tipo de comportamento humano.
Para nos convencer o diabo usa artifícios de acordo com sua conveniência e assim arrasta milhares e milhares de pessoas para o seu lado. Pessoas estas que se completam através de literatura, mídia e congressos onde Deus é apenas uma ideia.
O diabo quando falha em uma estratégia logo cria outra, pois não aceita a perda, por isso precisamos da ação de Espirito Santo interromper as suas estratégias.

O texto bíblico em tela revela Deus fazendo uma advertência: “Não te ponhas de emboscada, ó perverso, contra a habitação do justo, nem assoles o lugar do seu repouso”, (V,15). “Porque sete vezes cairá o justo e se levantará”(v.16).
Considero essa promessa como uma das mais extraordinárias promessas bíblica.

O diabo faz de tudo para destruir você. Usa de mentira, intriga, engodo, fraude e até violência, mas jamais destruirá o eleito de Deus.
O eleito de Deus pode até cair, ser ferido, mas jamais será destruído.

O texto diz: “Porque sete vezes cairá o justo”. Mas se levantará as sete vezes, até o dia no qual o acusador entender que não tem força para destruir os eleitos de Deus.

Sabemos que há momento na vida que o acusador acerta o alvo e a fraqueza domina espírito, mas tenha certeza que ao levantar os olhos em direção de Jesus às forças são renovadas e a aparente derrota se transforma em vitória.

Queridos. Por conta da nossa fragilidade podemos perder algumas batalhas, mas em Cristo nunca perderemos a guerra.
Na queda com certeza há dor, sofrimento, amargura e tormento, mas não se desespere, não desista, não se deixe abater “porque sete vezes cairá o justo e se levantará; mas os perversos são derribados pela calamidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *