O IDOSO E AS ELEIÇÕES DE 2018

Carrousel, Idoso em Foco, Reflexão, Últimas Notícias

O IDOSO E AS ELEIÇÕES DE 2018

Meus caríssimos idosos.
Exercitar a cidadania é muito importante. Sabemos que o Artigo 5º da nossa Constituição Federal, rege que “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”.
O artigo constitucional em tela determina o princípio da igualdade para todas as idades e como pessoa idosa não podemos nos omitir das relações sociais, jurídicas, e muito menos políticas.
Embora uma lei permita ao idoso de uma faixa etária a escolha de votar ou não, isso não deve ser aceito como benefício.
A manobra do governo foi permitir que as pessoas idosas que já tem pensamento formado saiam do processo eleitoral, mas por outro lado permitiu aos adolescentes ainda em formação pudessem votar.
Entenderam a jogada?
O voto é o nosso instrumento de poder. Sem voto os governantes nos abandonarão; não terão nenhum interesse pelo segmento da pessoa idosa.
Compreendeu?
Nós devemos aceitar diferenciação negativa por conta da nossa idade.
Quanto aos direitos políticos, que é o direito de votar e ser votado é garantido na Constituição Federal como direito fundamental, por isso o idoso pode e deve ter participação ativa na vida política do Estado.
Embora a Constituição Federal determine no art. 14 que o voto é obrigatório a partir dos 18 anos de idade, mas facultativo aos maiores de 70 anos de idade não aceite esse “presente de grego” como se diz no popular, uma referência ao lendário Cavalo de Troia.
A sua participação no pleito eleitoral é muito importante. Sabe porquê?
Preste atenção.
Dados informam que o Brasil tem mais de 207 milhões de habitantes, incluindo crianças, adolescentes e estrangeiros, que não votam.
Com uma população de mais de 207 milhões de pessoas, apenas 147,3 milhões estão aptos votarem nas eleições de outubro de 2018.
Isso significa que quase 60 milhões de habitantes estão à margem do processo eleitoral. Estima-se que no Brasil há 30,3 milhões de idosos.
Se ficarmos de fora do processo eleitoral serão quase 100 milhões de não votantes.
Por que é importante o idoso votar?
Primeiro. Porque assim fazendo estamos exercendo nosso pleno direito de cidadania.
Segundo. Porque assim fazendo estaremos no campo de luta por políticas públicas para o envelhecimento com dignidade.
Terceiro. Porque assim fazendo mostramos aos poderes públicos que temos interesse pelo nosso país.
Queridos idosos não deixem de votar.
O Estado brasileiro, através dos governantes, desrespeita à Constituição Federal, e não valoriza a pessoa idosa e comete a violência institucional.
O nosso voto é o único instrumento de luta.
Thomas Hobbes, teórico político e filósofo inglês, escreveu que “a dignidade é o valor público de um homem, dado a ele pelo Estado” , por isso que é importante, é fundamental que nós idosos participe em massa das eleições sabendo que a nossa participação é força e o poder que fará mudar a nossa condição social e o destino da nossa Nação.
Rev. Pinho Borges.

Deixe uma resposta