O apelo de Cristo ao coração

O Apelo de Cristo ao Coração Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de …

O Apelo de Cristo ao Coração – “Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres”.

Queridos. Jesus expressa uma preocupação profunda porque muitos se afastaram de seu amor inicial. Ele nos convida a refletirmos sobre nossas ações passadas, a nos arrepender e a retomar o caminho da fé e da obediência.

Caso contrário, Ele nos adverte, que a nossa luz pode se extinguir se não houver uma mudança de coração. Esta é a mensagem, que encontramos em Apocalipse 2, versos 4 e 5. Mensagem essa que ecoa como um alerta para todos nós.

O Salvador nos lembra que ignorar o chamado do evangelho para o arrependimento é um erro mais grave do que os pecados que levaram à destruição de Sodoma e Gomorra.

A responsabilidade é ainda maior para aqueles que afirmam conhecer a Deus, mas negam-no com suas ações, e com o modo de viver diário. A história de Sodoma serve como um aviso grave e solene para todos nós.

Cristo espera pacientemente que respondamos ao Seu convite de amor e perdão com uma compaixão que supera a de qualquer pai terreno. Ele nos chama a retornar a Ele, prometendo nos acolher de volta com amor.

No entanto, aqueles que continuarem a ignorar Seu chamado amoroso eventualmente se encontrarão em trevas, com corações endurecidos pelo pecado e insensíveis à Sua graça.

Aqueles que se afastam da misericórdia divina e escolhem os prazeres pecaminosos do mundo enfrentarão um destino terrível. Quando o julgamento final chegar, será mais tolerável para as cidades antigas do que para aqueles que conheceram o amor de Cristo, mas escolheram se desviar.

É bom lembrar que cada ação nossa é registrada nos céus, acumulando evidências de nossas vidas. Deus é paciente e Seu convite para o arrependimento se estende generosamente, mas chegará um momento em que a oportunidade para a mudança se encerrará.

Queridos. Aqueles que estão negligenciando a misericórdia divina devem considerar seriamente a situação de sua alma. A paciência de Deus tem limites, e quando a medida do pecado é completa, o juízo será inevitável. Este é um chamado para todos nós refletirmos sobre nossas vidas e respondermos ao amor e perdão que Cristo oferece antes que seja tarde demais.

Que a força para superar cada obstáculo e a coragem para enfrentar cada medo sejam fortalecidas pela graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo.

Ministração Rev. Pinho Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *