Mansidão

MANSIDÃO – Deus espera que na velhice os seus filhos produzam o fruto da Mansidão.

Mansidão às vezes é confundida com fraqueza e timidez. Mansidão é a força dominada. A Bíblia registra que Moisés e Jesus eram mansos, mas foram poderosos ao enfrentar e condenar as autoridades de seu tempo. É a atitude que devemos ter com todos, principalmente com os pecadores. Ser manso é salutar para o bem estar social e independe de idade. Ao colocar em prática o fruto da mansidão a pessoa idosa exercita o ato de perdoar, que faz bem a vida física e espiritual.

A falta de mansidão torna a pessoa amarga e ranzinza e isso não é bom. A Bíblia registra que o rei Jeorão: “morreu e não deixou saudade”[1], imagine a “peça” que ele era. O fruto da mansidão faz com que a pessoa idosa mantenha viva a confiança nos outros, mesmo passando por momento de decepção, não tem medo de ameaça de fracasso que se apresenta aos olhos.

Um dos maiores exemplos de mansidão encontra-se em Jesus ao perdoar Pedro, quando disse para ele: “Apascenta as minhas ovelhas”[2].

O Fruto da Mansidão controla o poder, a força, o temperamento e por maior que seja a situação adversária na velhice a pessoa idosa não deve permitir que as sombras da vida ofusquem o brilho da alegria dando lugar à tristeza; é belo vê um idoso feliz participando de atividades que lhes são confiadas.

Quando a pessoa idosa compreende a sua própria condição, certamente terá mais facilidade para compreender o outro em qualquer idade e assim evitar que nuvens de rancor controlem sua vida. A mansidão como fruto do Espírito Santo é resultado da nossa humildade a Deus.

(Extraído do livro: Envelhecimento. O que todos precisam saber. Autoria: Pinho Borges)


[1] 2º Crônicas 21.20.

[2] João 21,17.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *