Levantando-nos para brilhar

O profeta Isaías nos transporta para um tempo em que o povo andava nas trevas. Trevas que não eram apenas a falta da luz física, mas uma escuridão que permeava as vidas das pessoas…

Da Escuridão à Luz: Levantando-nos para Brilhar : As Trevas na Vida Cotidiana (Isaías 9, 2)

Queridos. O profeta Isaías nos transporta para um tempo em que o povo andava nas trevas. Trevas que não eram apenas a falta da luz física, mas uma escuridão que permeava as vidas das pessoas.

Hoje, de maneira semelhante, muitos enfrentam situações desesperadoras, cheias de sofrimentos, e sem perspectivas de um futuro melhor. O stress, os conflitos, o desemprego, as pandemias, a fome e as injustiças são trevas que assolam milhares e milhares de vidas. Os evangelistas Marcos e Lucas falam sobre as trevas sociais e mundiais.

As trevas não se limitam ao âmbito pessoal. Estendem-se às injustiças sociais, à pobreza, à falta de moradia, à fome e à poluição. O racismo, as guerras, a morte e a destruição criam um profundo abismo sem sentido. O mundo está imerso em trevas, e muitos são afetados por essa escuridão. A passividade e indiferença parecem prevalecer, enquanto muitos se fecham em seus próprios pequenos mundos, alheios às necessidades dos outros.

Portanto, o profeta Isaias e o evangelista Mateus nos exortam para nos levantarmos e brilharmos em meio a esse cenário sombrio.

A Palavra do Senhor é clara: “Levanta-te e brilha, porque a tua luz está a chegar.” Jesus, a luz do mundo, nos convoca a sermos luzes em meio às trevas. Ele veio para proclamar a boa notícia aos pobres, sarar os corações quebrantados e libertar os cativos. Como seguimentos de Cristo, somos chamados a ser sal e luz no mundo. Não podemos permanecer indiferentes diante das trevas.

Mateus e Tiago escreveu que podemos transformar trevas em Luz, enquanto indivíduos e como igreja. Temos o poder de fazer a diferença. Jesus nos orienta a alimentar os famintos, dar de beber aos sedentos, acolher os estrangeiros e vestir os nus. Tiago nos lembra que a fé sem obras é morta. Portanto, ao enfrentarmos as trevas, podemos agir. Podemos ser a resposta para as orações daqueles que clamam por luz.

Queridos. Vocês você estão se tornando Luz no Mundo?

Lembrem-se que a luz de Cristo está em nós, e é nosso dever compartilhá-la com o mundo. Diante das trevas que cercam nossas vidas e o mundo, a resposta não é a indiferença, mas a ação transformadora. Levantemo-nos, brilhemos e sejamos portadores da luz de Cristo, iluminando o caminho para a esperança, amor e redenção.

Que a nossa luz seja tão brilhante que todos vejam as boas obras e glorifiquem a Deus que está nos céus. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ministração Rev. Pinho Borges 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *