Incontinência Urinária

REPRODUÇÃO – Incontinência urinária (IU) é qualquer perda involuntária de urina. Apenas o processo de envelhecer não é a razão do desenvolvimento desse problema, mas sim a fusão de diversos fatores. Há diversas causas para o desenvolvimento da IU, como a alteração física do trato urinário, alterações do sistema nervoso e até mesmo o uso de medicamento. É importante ressaltar que a IU afeta negativamente a pessoa, reduzindo a qualidade de vida dos idosos com consequências físicas, sociais e psicológicas. Não é normal da idade perder involuntariamente qualquer volume de urina. Portanto, o idoso deverá passar por avaliação médica (MORAES & AZEVEDO, 2016).

Como formas de minimizar o a perda involuntária de urina e trazer mais qualidade de vida ao idoso acometido por este problema, o cuidador de idosos pode realizar as seguintes condutas, segundo Moraes & Azevedo (2016):
• Incentivar o idoso a criar o hábito de ir ao banheiro a cada duas horas, mesmo sem o desejo de urinar, assim evita-se a perda de urina por não conseguir chegar a tempo ao banheiro;
• Orientar ao idoso utilizar roupas fáceis de serem retiradas, evitar cintos e muitos botões;
• Evitar ingesta de líquidos a noite. Atualmente, existem diversos dispositivos que podem auxiliar a melhorar a qualidade de vida daqueles que sofrem com a IU.
A seguir alguns exemplos destacados:
• Absorventes geriátricos: Indicados para perda de urina em gotejamento. São delicados e discretos da roupa. A versão masculina tem formato de concha e tanto a feminina quanto a masculina possui fita adesiva para manter o absorvente fixado corretamente a roupa intima. A versão feminina é muito similar aos absorventes menstruais, também possuem módulos adequados para diferentes volumes de perda de urina, do leve ao intenso.
• Roupa intimas absorvíveis: Muitos idosos possuem resistência ao uso da fralda geriátrica devido aos estereótipos e preconceitos sofridos pela da sociedade. Como alternativa à fralda geriátrica, as roupas intimas absorvíveis são ótimas opções. Se assemelham a calcinha e cueca. Existem as versões descartáveis como as fraldas e a versão reutilizáveis que são confeccionadas de tecido com camadas próprias absorvíveis e que neutralizam os odores.
• Coletor urinário: Dispositivo urinário masculino. Apresenta em sua constituição um preservativo masculino que é afixado ao pênis e que em sua ponta há uma abertura ligada ao um extensor que por sua vez liga ao reservatório de armazenamento da urina. Este é um dispositivo indicado para incontinência urinária de maior gravidade e é uma opção não invasiva quando comparada aos cateteres vesicais de urina. Há versões nas quais a bolsa reservatório pode ser afixado ao corpo da pessoa por debaixo da roupa, mantendo descrição.

CUIDANDO EM CASA: guia básico de cuidados ao idoso. ORGANIZAÇÃO Andréia Guerra Siman, Erica Toledo de Mendonça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *