ILPIs e a política nacional para os idosos

REPRODUÇÃO – “Dep. Leandre: Instituições de longa permanência devem fazer parte de uma política nacional para os idosos

O fortalecimento das instituições de longa permanência para os idosos está sendo debatido pela Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara. Na visão da deputada Leandre (PSD-PR), esses estabelecimentos são um efeito do envelhecimento da população, mas não devem substituir a necessidade de uma política nacional para o segmento.

A parlamentar lembra, por exemplo, que um projeto de sua autoria, aprovado no primeiro período da pandemia de Covid-19, foi a primeira vez que as instituições receberam recursos da União, da ordem de R$ 180 milhões para mais de duas mil entidades. Outra conquista, segundo ela, é que deputados e senadores podem destinar recursos diretamente para as instituições de longa permanência no Orçamento Geral da União, sem a intermediação de órgão público.

Outro projeto apresentado por Leandre cria uma política nacional para o cuidado, segundo ela essencial para construir um arcabouço legal e orçamentário para o segmento, junto à necessidade de regulamentar a profissão de cuidador de idosos. Mas a parlamentar também aponta outras questões que podem melhorar a qualidade de vida dos atualmente cerca de 33 milhões de idosos brasileiros, como a adaptação das cidades, a criação de espaços diurnos de convivência e até mesmo condomínios voltados para a pessoa idosa.”

Apresentação – Marcio Achilles Sardi/ Rádio Câmara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *