EVITE PROVOCAÇÕES

Carrousel, Idoso em Foco

Melhor é encontrar-se uma ursa roubada dos filhos do que o insensato na sua arrogância. Prov. 17,12.

Nos dias de hoje onde a intolerância é muito presente no país a melhor coisa que podemos fazer é evitar as provocações.
A mídia policial ou não mostram que o povo brasileiro está cada dia ficando violento, derrubando a tese que somos uma nação ordeira e pacifica, não é isto que mostram os mapas da violência.

Matar uma pessoa está tão banal quanto defecar nas ruas ou chamar o outro de anta. Por coisas simples se vai um pai de família, um filho estudioso, uma mulher trabalhadora. Estamos vivendo a ‘Era da Insensatez’.

O versículo em tela mostra o perigo que o insensato representa.
Salomão afirmou: “Melhor é encontrar-se uma ursa que teve os filhotes roubados”.

Na Palestina, essa figura de linguagem para referir-se a uma situação perigosa era bastante própria. Encontrar-se com uma ursa que tivesse perdido os filhotes seria fatal.

O versículo compara o insensato com esse animal, mostrando que a irracionalidade toma conta do coração do insensato na hora da raiva e nada pode ser capaz trazê-lo de volta à razão.
A insensatez muitas vezes é provocada por ideologia partidária, cultura, formação acadêmica, posição social, ou religião. Ela cresce em corações impulsivos e é alimentada por instintos de orgulho, pelo ódio.

Se você é uma pessoa sábia, não discuta com o tolo.
Ceder a vez no trânsito, calar diante das provocações políticas, calar diante dos insultos não é sinal de covardia, mas de prudência.
Nenhum tipo de injustiça justifica dialogar com um insensato.
O tolo é tolo e insensato porque não tem o temor de Deus.

Ninguém consegue convencer um alienado político ou religioso.
É perda de tempo discutir com uma pessoa dominada por ideologia ou raiva, e em cuja vida Deus nada significa.
Sabemos que o ‘anjo do Senhor’ acampa ao nosso redor pronto a nos proteger.

Mesmo assim devemos ter prudência e fugir da violência do insensato, isto é, fugir da “ursa que perdeu os filhotes” e que não mede conseqüências.

Cada dia somos vítima da violência das mais diversas ordens.
Conselho do sábio: evite as provocações, seja humilde e sábio.
E lembre-se: “melhor é encontrar-se uma ursa roubada dos filhos do que o insensato na sua arrogância”.

Deixe uma resposta