Empregue o seu dinheiro em bons negócios e com o…

Empregue o seu dinheiro em bons negócios e com o tempo você terá o seu lucro.

Empregue o seu dinheiro em bons negócios e com o tempo você terá o seu lucro. Eclesiastes 11, verso 1

Queridos. O texto em tela “Empregue o seu dinheiro em bons negócios e com o tempo você terá o seu lucro” oferece um ensinamento claro sobre a importância de investir sabiamente os recursos financeiros para obter um retorno positivo no futuro.

Este princípio é amplamente apoiado pela Bíblia, que nos ensina a respeito da  sabedoria na administração dos bens, a diligência no trabalho e a confiança na provisão divina. Vamos analisar este texto de Eclesiastes, à luz das Escrituras.

O Princípio da Semeadura e Colheita – A Bíblia frequentemente usa a metáfora da semeadura e colheita para ensinar sobre a relação entre nossos esforços e os resultados que obtemos.

Em Gálatas 6, verso 7 lemos “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.” Este versículo reforça o princípio de que nossas ações, incluindo como administramos nosso dinheiro, têm consequências. Semeando sabiamente, podemos esperar uma colheita positiva.

Em Eclesiastes 11, 1 e 2, diz “Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás. Reparte com sete e ainda com oito, porque não sabes que mal haverá sobre a terra.” Este texto incentiva a diversificação dos investimentos e a generosidade, confiando que, com o tempo, haverá retorno.

Mordomia e Responsabilidade –A Bíblia nos chama a ser bons mordomos dos recursos que Deus nos confia. Em Mateus 25, de 14 a 30, encontramos a parábola dos talentos que ilustra a importância de usar bem os recursos dados por Deus. Os servos que investiram e multiplicaram seus talentos foram elogiados, enquanto o servo que escondeu seu talento foi repreendido. Este relato enfatiza a responsabilidade que temos de usar nossos recursos para gerar crescimento e frutos.

Prudência e Planejamento –O sucesso financeiro segundo a Bíblia também está ligado à prudência e ao planejamento. E o livro de Provérbios capítulo 21, verso 5, diz “Os planos do diligente tendem à abundância, mas a pressa excessiva, à pobreza.” A diligência e o planejamento cuidadoso conduzem à prosperidade. É necessário ter uma abordagem intencional e planejada para os investimentos financeiros.

Provérbios 24, versos 3 e 4 diz “Com a sabedoria se constrói a casa, e com a inteligência ela se firma; pelo conhecimento se encherão as câmaras de toda sorte de bens preciosos e deleitáveis.” A sabedoria, a inteligência e o conhecimento são essenciais para a construção de uma vida estável e próspera.

Generosidade e Justiça Social –A prosperidade bíblica envolve também a generosidade e o cuidado com os necessitados. Em 2ª Coríntios 9, versos 6 e 7, lemos  “E digo isto: Aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância também ceifará. Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.”

A generosidade é uma forma de semear que resulta em bênçãos abundantes tanto para quem dá quanto para quem recebe. Em Provérbios 19, verso 17, lemos “Quem se compadece do pobre empresta ao Senhor, e este lhe pagará o seu benefício.” Ajudar os necessitados é visto como um empréstimo a Deus, que promete retribuir generosamente.

Confiança em Deus –Embora a prudência e o planejamento sejam importantes, devemos sempre confiar na provisão de Deus.

Provérbios 3, verso 5 e 6, diz “Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.”

Nossa confiança deve estar em Deus, que nos guia e provê para todas as nossas necessidades. Escrevem aos Filipenses 4, verso19, Paulo diz “E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades.” Deus promete suprir nossas necessidades conforme Sua rica provisão.

Queridos. O texto “Empregue o seu dinheiro em bons negócios e com o tempo você terá o seu lucro” encapsula um princípio bíblico sólido sobre a administração financeira. Investir sabiamente, planejar com diligência, ser generoso e confiar na provisão de Deus são fundamentos para uma vida financeira saudável e próspera.

A Bíblia nos ensina que a prosperidade não é apenas acumular riquezas, mas usar nossos recursos para honrar a Deus, abençoar os outros e viver com sabedoria e responsabilidade. Ao seguir esses princípios, podemos esperar colher os frutos de nossa diligência e fidelidade ao longo do tempo.

Ministração. Rev. Pinho Borges/Locução. Assistente artificial Fábio Virtual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *