Delegado pagou fiança para idoso.

Na Minha Opinião de hoje, vamos tratar de um ato e tratamento humanitário recebido por uma pessoa idosa. Entenda o motivo.

Um idoso de 61 anos, com deficiência, preso pela Polícia Militar, em Mari/PB, por portar uma espingarda artesanal, foi levado para a delegacia de Itabaiana/PB, e só não foi para a Audiência de Custódia em Sapé/PB, porque o delegado da Polícia Civil da Paraíba, Valdelio Lobo, se sensibilizou com a situação do idoso e pagou a fiança evitando que o idoso fosse preso.

Após arbitrar o valor da fiança em R$ 400,00, o idoso disse que não tinha como pagar; mesmo tendo o valor reduzido para R$ 100,00 o idoso disse não ter condições, pois vivia de favores.

O delegado apurou que o idoso é deficiente, vive sozinho, e mora nos fundos de uma pousada, cedido gratuitamente, na cidade de Mari/PB. Essa situação vida, comoveu o delegado que pagou a fiança e evitou manda o idoso “para o presídio por causa de 100 reais”, disse o delegado. No cumprimento da lei a espingarda vai ser periciada por se “trata de uma arma de fogo”, que pelo visto nem tinha esse poder de fogo.

Na Minha opinião devemos parabenizar ao delegado que teve uma atitude humana e sensível, num universo de tanto desrespeitos com as pessoas idosas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *