Curso para Conselheiros

Curso para Conselheiros

O Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa de Pernambuco (CEDIP) que é presidido pelo Rev. Pinho Borges, em parceria com o Instituto Boa Vista, e demais parceiros, realizou no período de 14 a 22 de julho de 2021, o Curso Intensivo sobre Envelhecimento e Estatuto do Idoso para Conselheiros da Pessoa Idosa de Pernambuco. O evento aconteceu no Auditório do Funrural em Recife e foi coordenado pelo Sociólogo, Acioli Neto, do Instituto Boa Vista.

O curso teve início no dia 14 de junho, às 8 horas, com a exposição sobre o Projeto e a dinâmica de apresentação dos participantes.  Em seguida aconteceu as palestras: O Envelhecimento Populacional e Longevidade: Aspectos Biológicos e Sociais, proferidas por Acioli Neto, Sociólogo do Instituto Boa Vista.

No dia 15 de julho, a palestra versou sobre: Cuidando do Cuidador.  A palestrante foi a Psicóloga Maria Auxiliadora Barbosa, especialista em Gerontologia.

No dia 19 de julho, o assunto foi “O Estatuto do Idoso”. E foram palestrantes os advogados Paulo Bacelar e José Maria Silva, ambos da Comissão de Direitos da Pessoa Idosa (OAB/PE).

Na terça-feira, 20 de julho, a palestra versou sobre: Organismos de Proteção à Pessoa Idosa. E foi proferida pelo Advogado, Frederico Muinhos, da Comissão de Direitos da Pessoa Idosa (OAB/PE).

Na quarta-feira, 21 de julho a temática foi: Políticas de Assistência Social para a Pessoa Idosa. Palestra com a Assistente Social, Cláudia Alves Gomes.

O Curso foi encerrado no dia 22 de junho, com a palestra: Os Conselheiros de Direitos na Consolidação da Democracia. Proferida pelo Sociólogo, Wagner Santos.

Ressaltamos que a coordenação do Curso, no âmbito do CEDIP, foi a vice-presidente, Gabriela Moura Otaviano de Souza; que a Carga Horária foi de 30 horas/aulas; que a Cerimônia de Encerramento foi marcada pela entrega dos Certi­ficados de Participação; e que os lanhes diários foi uma cortesia da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ).

Parabéns, as participantes é que os aprendizados sejam colocados no dia a dia da luta pelos direitos da pessoa idosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *