Cuidado com a “Vacina de Vento”

Cuidado com a “Vacina de Vento”

PINHO BORGES – No MINHA OPINIÃO de hoje vou tratar de um assunto que trata da violência contra a pessoa idosa. “Cuidado com a Vacina de Vento. Confesso que já ouvi falar de Rosa dos Ventos, Pasteis de Vento, mas nunca tinha visto ou ouvido falar em “Vacina de Vento”, mas essa pandemia está revelando coisas que até morto dúvida.
Deixa falar logo.
Lembra daquela Técnica de Enfermagem lá de Niterói, que teve minutos de fama nas mídias por ter aplicado uma “vacina de vento”, em um idoso de 90 anos? Ela foi punida com prestação de serviços comunitários pela 1ª Vara Criminal de Niterói a pedido do Ministério Público.

Lembrando o caso. Em fevereiro deste ano, um idoso de 90 anos, se deslocou a um Posto de Vacinação Drive-Thru em Niterói, para cumprir o seu direito cidadão de tomara a vacina contra o Covid-19. Resultado ao invés de receber o imunizante tão sonhado e aguardado, recebeu uma “dose de vento”.
Aqui para nós. Tenho certeza de que ele não queria estocar vento.

Como o fato foi amplamente divulgado nas Redes Sociais, o “bicho pegou”. Ministério Público pediu e a Primeira Vara Criminal de Niterói homologou um acordo no qual a servidora ficou três meses sem receber salário e pagará Prestação Pecuniária no valor de um Salário-Mínimo, e prestará serviços comunitários por três meses, em uma entidade pública ou de interesse social, a ser indicada pela Central de Penas e Medidas Alternativas (CPMA).

 Pesou no Acordo de Não Persecução Penal (ANPP), que a Técnica de Enfermagem ser ré confessa, primária e não ter registro em sua folha penal. O que a Técnica de Enfermagem cometeu foi um crime de acordo com o Estatuto do Idoso, embora acharmos que a pena foi leve, espero que ela tenha aprendido a lição.
Foi uma violência e torço para que ela não passe por situação igual no futuro.
Essa é a Minha Opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *