Crônica do Cata Velho

Hoje, 19 de abril de 2020, resolvi escrever esta crônica intitulada: Crônica do Cata Velho. Com o objetivo de denunciar que em pleno século 21, os preconceitos para com as pessoas idosas continuam vivos e ativos no planeta Terra.
O Estatuto do Idoso declara que nós idosos temos os mesmos “direitos inerentes a pessoa humana”, imagine. Foi preciso uma lei para definir as pessoas idosas como humanas.
Nos marcos regulatórios há sempre a defesa e os direitos da pessoa idosa, mas isso não é observado pela Família, pela Sociedade e muito menos pelo Estado.
Neste momento de pandemia mundial do coronavírus junta-se a ela o desrespeito as políticas públicas para com as pessoas idosas, a letalidade do Covid-19, a opção dos Estados políticos em escolher quem vai morrer, o monitoramento e a prisão domiciliar que irá produzir danos psicológicos, e os memes tipo “cata velho” que não deixam de ser um tipo de Bullying.
No passado não tão distante, nós idosos éramos utilizados para fazer medo a menino. Quem não lembra da famosa frase: “corre que lá vem o velho do saco”?

Nestes últimos dias circularam nas mídias sociais vídeos e fotos relacionadas a memes ou bullying cuja temática é a permanência das pessoas idosas em suas casas; até aqui nada estranho, pois estamos vivendo no planeta a pandemia do Covid-19, que já ceifou milhares de vidas.
Memes com a temática da pandemia causam medo e/ou terror numa grande parcela da população idosa. Há pessoas que investem em brincadeiras de mau gosto para gerar medo e isso não é legal.
Estou fazendo essa crônica porque vi vários memes com esse objetivo, entre ele tinha um carro com um locutor anunciado a captura dos idosos que saíssem de casa e ainda uma faixa onde estava escrito algo como “catar velhos”.

O que esconde o Bullying do “Cata Velho”? Temos a consciência que estamos vivendo uma pandemia, e quanto menor a quantidade de pessoas circulando menor a possibilidade de transmissão do Covid-19.
Sabemos que os idosos fazem parte do grupo de maior risco do Covid-19, mas isso não dá o direito de sermos amedrontados ou ameaçados de captura por estamos em vias públicas.

Até me pergunto. Por que tanto cuidado com as pessoas idosas agora? Será que descobriram o nosso valor, ou será que viramos uma “moeda de troca social” nos corredores sócio políticos.
O cuidado com a pessoa idosa é da família, disse o apóstolo Paulo.
A conscientização do isolamento social para que as pessoas idosas, deve ser feita de forma educativa e não através de memes e/ou ameaças.

As autoridades e os pré idosos pensam que nós idosos não temos capacidade de gerenciar a nossa vida, o nosso direito de ir e vir. Querem nos tratar como crianças teimosas que não sabem discernir os riscos da doença.

O que esconde o Bullying do “Cata Velho”? Um tremendo preconceito em forma de brincadeira.
O Bullying do “cata velho”, assim como outros têm o objetivo limitar a autonomia das pessoas idosas, assim como o ‘mito do papafigo’; amedronta mais do que conscientiza sobre o risco real do Covid-19.

Chega de terrorizar os idosos com tornozeleira celular; prisão domiciliar e impedimento a captação da vitamina D, tão essencial para o corpo, porque, todas essas medidas violam os direitos fundamentais, previstos no art. 5º da Constituição Brasileira, e no Estatuto do Idoso, como a liberdade de locomoção, privacidade e a vida.

Mas alguém pode questionar dizendo “- mas essas medidas têm base na lei”.
Só que estão passando por cima da Lei Maior que é Constituição e estão decretando ou impondo condutas pessoais em nome do Coronavírus.

Os decretos estaduais e municipais têm como propósitos limitar os direitos individuais em nome do interesse público, e buscar auxílio financeiro, material ou pessoal da União. Só lembrando. Recentemente foi feito um repasse Federal para os Estados e Municípios, num montante superior a 85 bilhões de reais.
Em delírios imaginários me parece que estou ouvindo nas conversações política-financeiras: “precisamos de mais dinheiro para que os nossos velhinhos não morram”.

O que está por trás do “cata velho” é uma brincadeira de mau gosto, pois no Brasil a única possibilidade de “catar os velhos e pré velhos”, é o Estado de Sítio.
Queridos idosos e idosas não tenham medos dos “catas velhos”.
Não devemos sair de casa para que não corremos o risco de sermos contaminados de forma mortal pelo Covid-19.

Já faz mais de mês que estou em confinamento voluntário que pode parecer cansativo, mas se a morte é um descanso prefiro viver cansado.
A você que gosta da fazer Bullying e memes com as pessoas idosas.
O Bullying com idoso é tão ofensivo quanto com crianças e adolescente. Pense nisso.
Lembre-se do seu pai, da sua mãe e dos seus avós, pois “quem violenta o idoso hoje, violenta o seu próprio futuro”, já disse alguém.
Rev. Pinho Borges.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *