Concurso Literário: relacionado à pessoa idosa

As melhores obras serão premiadas, publicadas e homenageadas em cerimônia oficial em Brasília (DF) após o período de defeso eleitoral.

A edição desta terça-feira (13) do Diário Oficial da União (DOU) apresentou os Editais Prêmios Literários, que vão premiar redações e crônicas com o tema “O papel da pessoa idosa no século XXI”. Com inscrições abertas até 28 de outubro, o concurso é promovido pelo Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, por intermédio da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (SNDPI/MMFDH), e pela Universidade Federal do Tocantins (UFT). 

edital nº1 – Concurso de Redação é direcionado aos estudantes da rede pública de ensino e tem como finalidade conhecer como os jovens brasileiros enxergam e interagem com as pessoas idosas e despertar, neles, a conscientização de que o envelhecimento é um caminho natural para todos. Já o edital nº2 – Concurso de Crônicas, dirigido a pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, visa incentivar a produção literária desse público e contribuir para o envelhecimento ativo e saudável.

A premiação, para ambos os concursos, varia de R$2 mil a R$8 mil por obra literária, dependendo da colocação conquistada. Serão premiadas as 25 melhores redações bem como as 25 melhores crônicas e, além do valor em dinheiro, os autores serão convidados para participar pessoalmente da cerimônia de premiação em Brasília (DF), a ser realizada após o período de defeso eleitoral.

Encontro de gerações –A iniciativa dos prêmios literários visa celebrar a década de 2021 a 2030, instituída como “Década do Envelhecimento Saudável”, conforme declarado na Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU). Diversas iniciativas serão realizadas, como parte da Década, para mudar a forma como pensamos, sentimos e agimos em relação à idade e ao envelhecimento; facilitar a capacidade das pessoas idosas de participar e de contribuir com a comunidade e a sociedade; prestar atenção integrada e serviços de saúde primários que atendam às necessidades do indivíduo; e prover acesso aos cuidados de longa duração para pessoas idosas que deles necessitem.

De acordo com o secretário nacional da SNDPI, Antônio Costa, o concurso promove a diversidade de olhares em relação ao assunto. “A proposta aproxima de maneira especial jovens e pessoas idosas. Será interessante observar a perspectiva da juventude em relação ao envelhecimento e às pessoas idosas. Na mesma proporção, será importante ver como a população idosa se enxerga em sociedade. Esperamos resultados importantes com esse concurso”, ansia.

A secretária nacional da Juventude, Luana Machado, incentiva a participação dos estudantes no concurso. “Esperamos despertar nos jovens a curiosidade em participar. É uma ótima oportunidade de aproximação entre gerações. Se o objetivo de conscientizá-los de que o envelhecimento é um caminho natural for alcançado, a proposta do concurso terá redações surpreendentes”, avalia.

Para dúvidas e mais informações:cgdpi@mdh.gov.br

Atendimento exclusivo à imprensa: Assessoria de Comunicação Social do MMFDH/ (61) 2027-3538

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *