Brasil 200 anos de independência

Hino da Independência. Letra: Evaristo da Veiga. Música : Dom Pedro I

Já podeis da Pátria filhos, Ver contente a Mãe gentil! Já raiou a Liberdade No Horizonte do Brasil, Já raiou a Liberdade Já raiou a Liberdade. No Horizonte do Brasil!

“Brava gente brasileira! Longe vá temor servil Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil; Ou ficar a Pátria livre, Ou morrer pelo Brasil.

Os grilhões que nos forjava. Da perfídia astuto ardil… Houve mão mais poderosa… Zombou deles o Brasil; Houve mão mais poderosa Houve mão mais poderosa Zombou deles o Brasil.

Brava gente brasileira! Longe vá temor servil Ou ficar a Pátria livre Ou morrer pelo Brasil; Ou ficar a Pátria livre, Ou morrer pelo Brasil.

Não temeis ímpias falanges Que apresentam face hostil; Vossos peitos, vossos braços. São muralhas do Brasil; Vossos peitos, vossos braços
Vossos peitos, vossos braços São muralhas do Brasil.

Brava gente brasileira! Longe vá temor servil Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil; Ou ficar a Pátria livre, Ou morrer pelo Brasil.

Parabéns, ó! brasileiros! Já, com garbo varonil, Do universo entre as nações Resplandece a do Brasil Do universo entre as nações Do universo entre as nações Resplandece a do Brasil.

Brava gente brasileira! Longe vá… temor servil Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil; Ou ficar a Pátria livre, Ou morrer pelo Brasil.”

(Refrão)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *