O Caminho da Cruz – As profecias messiânicas – 1

Carrousel, Carrousel, Reflexão

Jesus é único líder religioso que possui muitas evidências sobre sua história. As declarações dos profetas do Antigo Testamento produziram no povo de Deus expectativas da chegada do Messias. O messias seria conhecido através das profecias (Isaías 48, 3-5) e elas foram cumpridas na vida de Jesus Cristo, estas mesmas profecias colaboram para comprovar a sua morte e ressurreição. O evangelista Lucas relatando as palavras do Apóstolo Pedro disse na porta do Templo chamada Formosa, que Deus cumpriu o que tinha anunciado pelos profetas, que Cristo havia de padecer (Atos 3,18). Após tudo que estava profetizado se cumpriu, Jesus entregou o espírito a Deus e deu o seu testemunho que estava tudo consumado. (João 19, 28-30). Lucas registra no Livro de Atos 3,18 que “Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado; que o Cristo havia de padecer.” e em Atos 13,29 diz ” E, havendo eles cumprido todas as coisas que dele estavam escritas, tirando-o do madeiro”. João 19, 28-30 registra “Depois, sabendo Jesus que já todas as coisas estavam terminadas, para que a Escritura se cumprisse, disse: Tenho sede. Estava, pois, ali um vaso cheio de vinagre. E encheram de vinagre uma esponja, e, pondo-a num hissope, lha chegaram à boca. E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito”.

Profecias messiânicas sobre a morte e a ressurreição de Jesus – Diversas são as profecias messiânicas que detalham de forma minuciosa a vida de Jesus desde o seu nascimento, seu ministério, sua morte e ressurreição. Durante o período do Antigo Testamento, os profetas informaram sobre a traição, julgamento, sacrifício na cruz , morte e sepultamento, que aconteceram tal como estava profetizado. Vamos citar várias neste e nas próximas postagem até o próximo Domingo da Ressurreição.

A TRAIÇÃO POR UM AMIGO – Salmos 41,9 – Até o meu próprio amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar. Cumprimento – E, inclinando-se ele sobre o peito de Jesus, disse-lhe: Senhor, quem é? Jesus respondeu: É aquele a quem eu der o bocado molhado. E, molhando o bocado, o deu a Judas Iscariotes, filho de Simão.

O FEL – Além do fel, o texto traz referências do seu sofrimento; os seus pés transpassados e a forma de como as suas vestes iriam ser repartidas. Salmos 69,21- Deram-me fel por mantimento, e na minha sede me deram a beber vinagre. Cumprimento – Mateus 27,34 – Deram-lhe a beber vinagre misturado com fel; mas ele, provando-o, não quis beber. Mateus 27, 48.- “E logo um deles, correndo, tomou uma esponja, e embebeu-a em vinagre, e, pondo-a numa cana, dava-lhe de beber”.

Continua na próxima postagem

Deixe uma resposta