As Palavras na Cruz

Carrousel, Reflexão

Salmos 22,1- ” DEUS meu, Deus meu, por que me desamparaste?”
CUMPRIMENTO – Mateus 27 v.46 – E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Um dos textos mais conhecidos das Escrituras que narra a morte de Jesus está no livro do profeta Isaías, no Capítulo 53. Este capítulo retrata a essência do sacrifício vicário de Cristo para salvar o pecador. As narrativas foram feitas aproximadamente em 700 aC. e com detalhes riquíssimos. O modo como Isaías previu o silêncio de Jesus diante de seus algoses e onde seria colocado o seu corpo é de uma precisão incensurável. Isaías 53,07-09 diz que “Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido. E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca.”
CUMPRIMENTO – Ficou calado perante os seus acusadores.
Mateus 27,12 – E, sendo acusado pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos, nada respondeu.
Sepultura com o rico – Mateus 27 v. 57- 59 – E, vinda já a tarde, chegou um homem rico, de Arimateia, por nome José, que também era discípulo de Jesus. Este foi ter com Pilatos, e pediu-lhe o corpo de Jesus. Então Pilatos mandou que o corpo lhe fosse dado. E José, tomando o corpo, envolveu-o num fino e limpo lençol, E o pôs no seu sepulcro novo, que havia aberto em rocha,
Opositores do Cristianismo dizem que algumas destas profecias podem ter sidas cumpridas por outros personagens históricos, mas o detalhe é que em Cristo as profecias foram cumpridas destruindo a Teoria da Probabilidade. Nele há 100% de acerto.
O próprio Jesus falou sobre a sua morte diversas vezes aos seus discípulos, sobre a morte e a ressurreição; um homem comum, não falaria de si mesmo.
Três dias no seio da terra – Mateus 12,40 – Pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra.
Marcos 8,31 – E começou a ensinar-lhes que importava que o Filho do homem padecesse muito, e que fosse rejeitado pelos anciãos e príncipes dos sacerdotes, e pelos escribas, e que fosse morto, mas que depois de três dias ressuscitaria.
João 2,19-21 – Jesus respondeu, e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei. Disseram, pois, os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este templo, e tu o levantarás em três dias? Mas ele falava do templo do seu corpo. Quando, pois, ressuscitou dentre os mortos, os seus discípulos lembraram-se de que lhes dissera isto; e creram na Escritura, e na palavra que Jesus tinha dito.
O Evangelho de Mateus traz a mais explicita previsão sobre a morte que Jesus mesmo disse: Mateus 17,22-23 – Ora, achando-se eles na Galileia, disse-lhes Jesus: O Filho do homem será entregue nas mãos dos homens; E matá-lo-ão, e ao terceiro dia ressuscitará. E eles se entristeceram muito.

Deixe uma resposta