Amor: o maior de todos

Queridos, na 1ª carta aos Coríntios, Paulo deixa claro que, sem amor, nossos esforços são vazios. O amor deve ser o maior motivador do nosso serviço na igreja.

Amor: O Maior de Todos. Queridos, na 1ª carta aos Coríntios, Paulo deixa claro que, sem amor, nossos esforços são vazios. O amor deve ser o maior motivador do nosso serviço na igreja. Não um amor superficial, mas um amor ágape, sacrificial e incondicional, que reflete o amor de Cristo pela igreja. As mulheres na igreja são chamadas a servir com esse amor, que se estende além das palavras e se manifesta em ações, cuidado e compaixão pelos outros.

E, destaca a centralidade do amor no serviço cristão, usando o conhecido capítulo 13 como referência, vamos analisar cada parte para uma compreensão mais profunda.

“Paulo deixa claro que, sem amor, nossos esforços são vazios.” Este é um ponto fundamental. Paulo, ressalta que, independentemente das habilidades, dons ou realizações, se não houver amor, todo o esforço e serviço se tornam vazios e sem significado. Ele mostra que o amor é o critério supremo pelo qual o nosso serviço é avaliado por Deus.

Por isso que o amor deve ser o maior elemento motivador do nosso serviço na igreja. Pois o amor não é apenas uma qualidade desejável, mas o motivador principal para o serviço na igreja. Isso significa que, ao servir, o impulso central deve ser o amor pelos outros, inspirado no amor que Cristo demonstrou por nós.

Não é um amor superficial, mas um amor ágape, sacrificial e incondicional, que reflete o amor de Cristo pela igreja. É esse tipo de amor que deve impulsionar o serviço cristão, pois não é um amor superficial ou baseado em interesses próprios, mas é o “ágape”, um amor sacrificial, incondicional e desinteressado.

É um amor que espelha o próprio amor de Cristo pela igreja, evidenciado por Sua morte na cruz. Todos na igreja são chamados a servir com esse amor. Isso destaca que o amor ágape não é exclusivo de um grupo específico, mas é um chamado para todos os crentes, independentemente de gênero. Todos são encorajados a expressar esse amor em suas ações, relacionamentos e serviço na igreja.

É um amor que se estende além das palavras e se manifesta em ações, cuidado e compaixão pelos outros. Não é apenas expresso verbalmente, mas é evidenciado por meio de ações tangíveis, cuidado prático e compaixão. Isso implica que o serviço motivado pelo amor não é apenas teórico, mas se traduz em atitudes concretas de bondade, apoio e preocupação pelo bem-estar dos outros.

Queridos. Paulo enfatiza que o amor é a essência do serviço cristão, pois sem amor, qualquer esforço se torna vazio. Esse amor, inspirado no sacrifício de Cristo, deve ser o principal motivador do serviço na igreja, onde todos são chamados a liderar nesse exemplo, expressando amor ágape por meio de suas ações, cuidado e compaixão pelos outros. Esse tipo de amor transcende as palavras e transforma o serviço em uma expressão tangível do amor de Deus pela humanidade.

Que em todas as celebrações e alegrias, a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam os convidados de honra, enchendo todos os corações.

Ministração Rev. Pinho Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *