Amizades perigosas

Não me tenho assentado com homens falsos e com os dissimuladores não me associo. Sal. 26:4. Era um garoto alegre e cheio de vida apenas dezesseis anos. Olhos azuis e muita vontade de viver. Filho único e orgulho de seus pais. O pai olhava para o filho e dizia: “Ele vai ser médico e, quando se formar, vou vender a metade da fazenda para que ele tenha o seu próprio hospital.” Planos, sonhos, projetos que todo pai faz em torno do filho amado… Leia o texto completo em http://idosonewsipb.blogspot.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *