A Súplica de Jesus pela fé de Pedro: uma lição de restauração

Hoje, somos convidados a mergulhar em uma mensagem profundamente tocante e instrutiva, encontrada no Evangelho de Lucas, capítulo 22, versículos 31 e 32. Este texto nos revela o coração amoroso de nosso Senhor Jesus Cristo e a profundidade de Sua intercessão por nós. Aqui, Jesus se dirige a Pedro, também conhecido como Simão, com uma advertência e uma promessa que ecoam até nós hoje.

A Súplica de Jesus pela Fé de Pedro: Uma Lição de Restauração e Serviço

Queridos. Hoje, somos convidados a mergulhar em uma mensagem profundamente tocante e instrutiva, encontrada no Evangelho de Lucas, capítulo 22, versículos 31 e 32. Este texto nos revela o coração amoroso de nosso Senhor Jesus Cristo e a profundidade de Sua intercessão por nós. Aqui, Jesus se dirige a Pedro, também conhecido como Simão, com uma advertência e uma promessa que ecoam até nós hoje.

“Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo, mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, fortalece teus irmãos.”

Neste momento crítico, Jesus revela a Pedro e a nós dois aspectos fundamentais de Sua missão e ministério: a intercessão e a restauração.

A Intercessão de Jesus. Jesus, consciente das provações que Pedro enfrentaria, não apenas o alerta sobre o cirandar que Satanás desejava infligir, mas também revela a ação que Ele, Jesus, tomou: “mas eu roguei por ti”. Esta súplica de Jesus não era apenas para a proteção de Pedro, mas especificamente “para que a tua fé não desfaleça”. Jesus intercede por Pedro perante o Pai, sabendo que a fé é o alicerce sobre o qual nossa vida espiritual é construída e mantida.

A intercessão de Jesus por Pedro é um poderoso lembrete de que Ele também intercede por nós. Hebreus 7, verso 25 nos assegura que Jesus “pode salvar completamente aqueles que por ele se aproximam de Deus, vivendo sempre para interceder por eles”. A intercessão de Cristo é constante, pessoal e específica às nossas necessidades.

A Restauração e o Serviço.Jesus não só intercede por Pedro, mas também o instrui: “e tu, quando te converteres, fortalece teus irmãos”. Jesus prevê não apenas a queda de Pedro, mas também sua restauração. Ele conhece o coração de Pedro, assim como conhece o nosso, mas capaz de ser restaurado e usado para o Seu propósito glorioso.

A instrução de Jesus a Pedro, “fortalece teus irmãos”, é um chamado ao serviço pós-restauração. Ele nos ensina que, após nossa própria conversão e restauração, temos a responsabilidade e o privilégio de fortalecer aqueles ao nosso redor. Nossa jornada de fé não é apenas sobre nossa relação pessoal com Deus, mas também sobre como essa relação nos capacita a servir e edificar outros.

A mensagem de Jesus a Pedro é uma mensagem para todos nós. Em momentos de provação, quando nossa fé é cirandada, podemos ter certeza da intercessão de Jesus por nós. E, quando somos restaurados, somos chamados a ser instrumentos de restauração e fortalecimento para nossos irmãos e irmãs em Cristo.

Que possamos, então, nos alegrar na certeza da intercessão de Jesus por nós e responder ao Seu chamado para fortalecer uns aos outros. Que, à semelhança de Pedro, possamos experienciar a graça da restauração e viver uma vida de serviço e dedicação ao corpo de Cristo.

Querido.

Ao oferecer ou receber perdão, que a libertação trazida pela graça do Senhor Jesus Cristo, pelo amor de Deus, e pela comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós, curando corações.

Ministração Rev. Pinho Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *