A salvação não é para todos

Carrousel, Reflexão

O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida. Apocalipse 22,17.

Antônio Pedro, enfermeiro de um hospital público, contou que em um dia do plantão, um idoso chegou chorando a emergência do hospital e disse: – Doutor, por favor coloque uma tala no meu dedo e me dê algum remédio está doendo muito. Quebrei o dedo a uma semana, quando caí, e agora a dor é insuportável e cheira mal.

O enfermeiro tirou o pano que cobria a mão do idoso e tomou um susto. A parte quebrada irrecuperável e necrosada. Já estava em processo de intoxicação do sangue.

Alarmado, com a situação Antônio Pedro disse: – Senhor o seu dedo precisa ser amputado. As células estão mortas e não há remédio que possa revivê-las. Se o dedo não for amputado, não vai demorar para o senhor morrer.

– Não, não, doutor. Dizia o idoso. – Coloque remédio.

– Agora é tarde para pôr remédio – argumentou o enfermeiro. – Se o senhor tivesse vindo no dia do acidente, teria sido colocado remédio e tala. Mas agora é tarde. A única solução é amputar o dedo agora, e salvar sua vida.

Mas o idoso abanou a cabeça e disse: – Agora não, doutor! Agora não! Lá perto do sítio onde moro há um curandeiro. Se ele disser que não há jeito, voltarei e o senhor cortar meu dedo.

O idoso foi embora e não mais voltou, morreu oito dias depois. O enfermeiro Antônio conta esse caso com os olhos cheios de lágrimas. O idoso deste caso ter aceito a solução médica para o caso e certamente estaria vivo. Mas ele não quis.

O enfermeiro teve de respeitar a decisão do idoso. Não podia amputar-lhe o dedo sem o seu consentimento. O idoso não tinha noção da gravidade do seu caso, e achava que a morte não estava tão perto. Achava que o curandeiro, tinha a solução. E, na tentativa de salvar um dedo, perdeu a vida.

Moral da história, e da Palavra de Deus, é que nem todos serão salvos. “O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida. Ap. 22,17.

Foto: Internet/Meramente ilustrativa.

Deixe uma resposta