A morte da fé

No passado pensadores como Nietzche, Sartre e outros anunciaram a morte de Deus, isto soou como um grito ímpio que só podia sair da boca de ateus. Hoje quem fala da morte de Deus são os cristãos.

A Morte da Fé. Apocalipse 3, verso 1 “E ao anjo da igreja que está em Sardo escreve: Isto diz o que tem os sete Espíritos de Deus e as sete estrelas: Eu sei as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto.

Queridos. No passado pensadores como Nietzche, Sartre e outros anunciaram a morte de Deus, isto soou como um grito ímpio que só podia sair da boca de ateus. Hoje quem fala da morte de Deus são os cristãos.

Certa revista nacional publicou matéria com um bispo anglicano nos USA que disse: “se Jesus subiu aos céus na velocidade da luz, ele ainda não havia passado dos limites da nossa galáxia”. Até aí tudo bem. Mas ele fez essa declaração por não acreditar que Jesus subiu para os céus. Nos perguntamos. O que leva uma pessoa influente ter uma fé tão morta. Na Europa muitos templos cristãos estão fechando. O que está ocorrendo? 

Queridos. A fé está morrendo, porque não está havendo Novo Nascimento. Quem não nascer de novo não pode ver o reino de Deus. Nascer de novo não é o mudar de religião, aceitar novos ritos ou confissões de fé. Nascer de novo é a regeneração que consiste na renovação ou transformação espiritual, onde o indivíduo se torna diferente.

Nicodemos, pensava numa regeneração institucional, e o seu pensar não está muito longe do pensar da igreja crista moderna. A ideia de mudança de endereço da terra para o céu.

O novo nascimento produz uma transformação real no ser humano, levando-o a participar da natureza divina, a adquirir à imagem de Cristo. Para Nicodemos, não havia como apagar o registro de sua vida, ou como voltar ao passado e viver de novo? O que foi feito não pode ser desfeito.

Quando nascemos de novo, a nossa fé é reformada e com ela a Igreja de Cristo. A fé no Cristo ressuscitado só morre para aqueles que não nasceram de novo. Frieza espiritual é sinal de que algo de errado com o novo nascimento.

A fé está morrendo porque o Espírito Santo foi esquecido. Jesus utilizou-se dele no seu ministério conforme registra Lucas 4, verso 1. “E Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito para o deserto”. Muitas igrejas esqueceram o Espírito Santo com medo do pentecostalismo ritualístico, esquecendo que ele é a vida da igreja e, não deve ser abandonado porque há interpretações erradas.

Se recebemos a imagem de Cristo e, estamos cheios do Espírito Santo estamos preparados para enfrentar o poder das trevas que tenta ofuscar a nossa fé, que tenta aniquilar a Igreja, que tenta matar o nosso ser. Quando temos vida no espírito não contornamos a santidade e nossa fé se manifesta casa dia.

A fé está morrendo porque muitos não crêem na Palavra de Deus.Para muitos a Bíblia é mito, é lenda, parábolas e reflexões e nunca a palavra de Deus. Para os verdadeiros cristãos a fé na palavra de Deus faz nascer uma nova vida que é sustentada pelo próprio Deus.

Queridos. Foi por não terem nascidos de novo, por terem esquecido o Espírito Santo, por terem esquecido o Espírito Santo e, terem abandonado a Palavra de Deus que muitos cristãos mataram a sua fé, mataram a sua igreja e mataram o seu Deus. Hoje muitas igrejas são túmulos frios, estáticos, sem vontade de adorar, se tornaram apenas instituições.

Como está a sua fé?

Ministração. Rev. Pinho Borges/Locução. Assistente Fábio Virtual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *