A injustiça da acepção de Pessoa

A Injustiça da Acepção de Pessoas Segundo a Bíblia A Bíblia, em toda a sua sabedoria e orientação para uma vida justa, aborda repetidamente o tema da acepção de pessoas.

A Injustiça da Acepção de Pessoas Segundo a Bíblia.

Queridos. A Bíblia, em toda a sua sabedoria e orientação para uma vida justa, aborda repetidamente o tema da acepção de pessoas, ressaltando que tal comportamento é uma clara injustiça aos olhos de Deus. Vamos refletir sobre os ensinamentos bíblicos relacionados a este tópico e a importância de aplicá-los em nosso dia a dia.

1. Justiça Sem Parcialidade: Levítico 19. Verso 15, “Não farás injustiça no juízo; não farás acepção da pessoa do pobre, nem honrarás o poderoso; mas com justiça julgarás o teu próximo.” Este versículo nos ensina sobre a igualdade fundamental de todos perante Deus. Seja pobre ou rico, todos merecem ser tratados com justiça. A acepção, seja em favor do pobre por pena ou do rico por interesse, é condenada.

2. Deus Não Faz Acepção de Pessoas: Deuteronômio 10. Verso 17 e18 e Romanos 2, verso 11. Esses versículos destacam que o próprio Deus não faz acepção de pessoas. Em Deuteronômio, é enfatizado que Deus executa a justiça para o órfão e a viúva, amando o estrangeiro, dando-lhe alimento e vestuário. Em Romanos, Paulo reafirma que Deus não mostra parcialidade. Se o próprio Deus, em sua perfeição, age sem parcialidade, quanto mais devemos nós, como seus seguidores, buscar agir de maneira justa e imparcial.

3. Acepção é Pecado: Tiago 2, verso 9. Tiago vai direto ao ponto ao afirmar que a acepção é pecado. Discriminar alguém com base em sua aparência ou status social contradiz a lei do amor ao próximo e, por extensão, a própria lei de Deus.

4. A Sabedoria Contra a Parcialidade: Provérbios 24, verso 23. Este versículo, junto com outros na sabedoria de Provérbios, nos adverte contra a parcialidade no julgamento. Uma justiça verdadeira não se deixa levar pelas aparências ou pelo status de uma pessoa.

5. Imparcialidade nas Relações de Trabalho: Efésios 6. verso 9 e Colossenses 3, verso 25

Paulo, nas cartas aos Efésios e Colossenses, fala sobre a relação entre mestres e servos, enfatizando a necessidade de justiça e imparcialidade. Em um mundo onde as diferenças sociais e econômicas frequentemente influenciam o tratamento das pessoas, esses ensinamentos são extremamente relevantes.

Queridos. Em resumo, a Bíblia consistentemente ensina que a acepção de pessoas é uma forma de injustiça e, portanto, um pecado. Como cristãos, somos chamados a refletir o caráter de Deus em nossas ações, tratando a todos com justiça, equidade e amor. Que possamos viver esses ensinamentos, não apenas em palavras, mas em ações e em verdade.

Em tempos de tristeza e luto, que o consolo encontrado na graça do Senhor Jesus Cristo, no amor de Deus, e na comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós, trazendo paz ao coração.

Amém. Ministração Rev. Pinho Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *