A IGREJA E A SANTIFICAÇÃO

Em Hebreus 12, verso somos exortados a seguir a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor. Esta passagem não apenas destaca a importância da santificação, mas também a coloca como uma condição essencial para vermos a Deus.

A IGREJA E A SANTIFICAÇÃO – Hebreus.12, verso14 – Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá ao Senhor,

Queridos. Hoje vamos refletir num dos temas central para a vida cristã. a santificação. Em Hebreus 12, verso somos exortados a seguir a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor. Esta passagem não apenas destaca a importância da santificação, mas também a coloca como uma condição essencial para vermos a Deus.

Aprofundemos nossa compreensão no que significa viver em santificação e como aplicarmos à nossa vida como igreja. A palavra kadosh na língua hebraica é do contexto agrícola e transmite a ideia de separação, como por exemplo cortar o galho de uma arvore.

Em Isaías 6 a palavra é traduzida por santo numa referência a Deus. Na língua grega a aplicação é para designar a santidade de Deus, que é Santo. Sendo a mesma santidade extensiva aos santos de Deus, que somos nós.

A Paz com Todos é um Caminho de Amor e Unidade.O versículo começa com a exortação para seguirmos a paz com todos. A paz aqui mencionada não é apenas a ausência de conflitos, mas uma atitude ativa de reconciliação e de amor.

Mateus 5, verso 9, registra o ensino de Jesus, que diz. “Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.” Como igreja, somos chamados a sermos agentes de paz em um mundo marcado por divisões e conflitos.

Como podemos, como corpo de Cristo, promover a paz em nossas famílias, na igreja e até em nossos corações? Devemos buscar reconciliar, perdoar e amar uns aos outros, refletindo o amor de Cristo em nossas ações diárias.

A Santificação é um Processo Contínuo de Transformação –A segunda parte do versículo nos chama à santificação. Mas o que é santificação? É o processo pelo qual Deus nos transforma, moldando-nos à imagem de Cristo.

É uma jornada contínua de crescimento espiritual, em que nos afastamos do pecado e nos aproximamos da vontade de Deus. Romanos 12, versos 1 e 2, nos exorta: “Rogo-vos, pois, irmãos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”

Portanto A santificação exige de nós uma entrega total a Deus. Devemos permitir que o Espírito Santo nos transforme diariamente, buscando uma vida de obediência e pureza. Isso inclui examinar nossas atitudes, pensamentos e ações à luz da Palavra de Deus e estar dispostos a mudar aquilo que não agrada ao Senhor.

A Santificação é a Condição para Ver a Deus –O autor de Hebreus nos adverte de que sem santificação, ninguém verá ao Senhor. Isso enfatiza a seriedade deste chamado. A santificação não é opcional; é essencial para nossa comunhão com Deus. Ver a Deus não se refere apenas à vida eterna, mas também à nossa capacidade de experimentar Sua presença e poder em nossas vidas agora.

Precisamos perguntar a nós mesmos se estamos levando a santificação a sério. Se Estamos comprometidos em viver de maneira que agrada a Deus? Se Estamos dispostos a renunciar ao pecado e buscar uma vida santa?

Qual o Papel da Igreja na Santificação?A igreja tem um papel crucial no processo de santificação de cada um de nós. Somos chamados a edificar uns aos outros, encorajando-nos a viver de acordo com os princípios bíblicos.

Em Efésios 4, versos de 11 a 13 lemos. “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo.”

Como Igreja devemos criar um ambiente que promova o crescimento espiritual. Isso inclui ensino bíblico sólido, discipulado, oração e apoio mútuo. Devemos caminhar juntos na jornada de santificação, ajudando uns aos outros a manter o foco em Cristo.

Por que precisamos da santificação?  Sabemos que o mundo jaz no maligno e que há um conflito constante entre a Igreja corpo de Cristo e o mundo. Se aqueles que fazem parte da Igreja não santificar o mundo, com certeza serão mundanizados. Na luta contra a mundanização o crente só tem uma arma que é a santificação.

A santificação é o altímetro que revela o grau de altitude da Igreja corpo de Cristo. Os crentes têm que entender que sem santificação não há vida espiritual obediente, submissa à Deus. Sem santificação não há submissão ao Espírito Santo.

O processo de santificação é contínuo e progressivo. É a caminhada em direção a estatura do varão perfeito. A santificação é o sinal do crente fiel. Fomos admoestados a “apresentarmos nossos corpos a Deus como sacrifício vivo, santo… santificai-vos, pois amanhã o Senhor fará maravilhas no vosso meio”. E não esqueça de “segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá ao Senhor”

Queridos irmãos e irmãs, somos chamados a seguir a paz com todos e a santificação, pois sem isso, não veremos o Senhor. Que possamos responder a este chamado com seriedade e compromisso. Vamos buscar a paz em nossas relações, permitir que Deus nos santifique diariamente e apoiar uns aos outros nesta caminhada de fé. Que nossa vida como igreja seja um testemunho vivo da santidade de Deus, e que, ao final de nossa jornada, possamos ver ao Senhor face a face.

Que possamos ser uma igreja santa e irrepreensível diante de Deus, em nome de Jesus, amém.

Ministração Rev. Pinho Borges/ Locução Fábio, assistente virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *