A Igreja de Éfeso. Uma igreja diligente, mas…

A igreja de Éfeso é uma das sete igrejas mencionadas no livro do Apocalipse, capítulo 2, versos de 1 a7), era uma comunidade cristã específica na Ásia Menor, na época do apóstolo João. A cidade de Éfeso era …

A Igreja de Éfeso. Uma igreja diligente, mas

A igreja de Éfeso é uma das sete igrejas mencionadas no livro do Apocalipse, capítulo   2, versos de 1 a7), era uma comunidade cristã específica na Ásia Menor, na época do apóstolo João. A cidade de Éfeso era uma cidade importante no mundo antigo, conhecida por seu comércio e sua cultura. A igreja ali tinha uma posição estratégica no contexto do cristianismo primitivo.

Na carta dirigida à igreja de Éfeso, Jesus elogia seus membros por sua diligência, trabalho árduo e resistência contra falsos apóstolos e ensinamentos heréticos (Apocalipse 2, versos 2 e 3. Eles eram uma igreja que valorizava a ortodoxia doutrinária e se mantinha firme na defesa da verdade. Além disso, eles eram pacientes e perseverantes em suas obras, não se cansando de servir e trabalhar em prol do Reino de Deus.

No entanto, apesar desses elogios, Jesus também traz uma palavra de advertência à igreja de Éfeso. Ele os repreende por terem abandonado o primeiro amor (Apocalipse 2, versos 4 e 5).

Embora fossem diligentes em suas atividades e comprometidos com a verdade doutrinária, sua paixão e fervor inicial por Cristo haviam esfriado. Eles eram observados por sua ortodoxia, mas estavam perdendo de vista o relacionamento íntimo e amoroso com Jesus.

Essa carta nos ensina uma importante lição sobre a necessidade de manter um equilíbrio saudável entre a ortodoxia doutrinária e o fervor espiritual. Não basta apenas estar corretos em nossa teologia; devemos manter uma comunhão viva e apaixonada com Cristo, nutrindo diariamente nosso relacionamento com Ele através da oração, da adoração e da obediência amorosa à Sua Palavra.

A igreja de Éfeso nos lembra que podemos estar ativos e diligentes em nossos serviços para Deus, mas precisamos constantemente examinar nossos corações para garantir que nosso amor por Ele seja o centro e a motivação de tudo o que fazemos.

Que possamos aprender com a experiência dessa igreja e buscar um renovado fervor espiritual em nosso próprio caminhar com Cristo.

Que o exemplo da igreja de Éfeso nos inspire a perseguir não apenas a verdade doutrinária, mas também um amor ardente por nosso Senhor Jesus Cristo, que é digno de todo o nosso amor, devoção e serviço.

Que o Senhor nos ajude a manter o equilíbrio entre a ortodoxia e o fervor espiritual em nossas vidas e em nossas igrejas, para Sua glória e para o avanço do Seu Reino, Amém.

Ministração. Reverendo Pinho Borges

Locução. Assistente Fábio Virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *