A fragilidade do homem

O Salmo 90 reflete uma circunstância histórica genuína, é a oração de Moisés quando estava no deserto com o povo de Israel. Ele é …

Fragilidade do homem. Salmo 90

Queridos. O Salmo 90 reflete uma circunstância histórica genuína, é a oração de Moisés quando estava no deserto com o povo de Israel. Ele é uma súplica coletiva diante da fragilidade humana, e da vida reduzida pelo pecado; é o único salmo atribuído a Moisés.

Deus é eterno, a fonte e o alvo da história, enquanto o homem é insignificante no tempo e no espaço. Perguntamos. O que é vida humana diante da eternidade de Deus? 

Deus ultrapassa as gerações humanas e toda a criação. Enquanto isso o homem vive brevemente e acaba morrendo.

No verso destaca-se o termo “Refúgio” que é igual a Morada, por isso é melhor morar e sofrer no deserto com Deus ao lado, do que ser criado no palácio de faraó. Já no verso 3 o destaque é para a palavra “Tornai”, que significa voltar ao pó de onde fostes criados. No verso 4 encontramos a sentença “Que se foi”, lembrando-nos, que o dia de ontem é um nada em nossa memória é irrecuperável.

A vida humana torna-se ainda mais curta por causa do pecado e suas consequências, além de breve, ela se transforma em fadiga inútil. O homem é tão frágil que não pode sequer suportar a força e peso da justiça de Deus que é castigo pelo pecado.

O que fazer diante dessa realidade? Só resta pedir a Deus que nos dê um coração sábio para viver bem o tempo que dispomos. No verso 7 identificamos a miséria do homem pecaminoso perante a face do Juiz, e quão temendo é enfrentar Deus sem Jesus.

Consumidos por a tua ira, isso é povo inteiro está sendo punido por sua falta de fé nas promessas de Deus. Pelos Pecados ocultos e esquece que o Filho de Deus sonda a mente e o coração, que o Senhor esquadrinha os corações. O pecado transforma a vida numa miséria sem trégua, com muitos gemidos e murmúrio.

Os dias de nossa vida é igual a nossa idade e o contar os nossos dias é reconhecer que somos fracos mortais cujo futuro incerto devemos colocar nas mãos de Deus. Corações sábios reconhecem a fragilidade humana. que adquirimos sabedoria que é temor a Deus.

A oração de Moisés é que Deus preencha esta vida breve com alegria e jubilo compensando os anos maus e tristes. É contemplando a obra de Deus na história que se aprende a viver, suplicando sempre que Deus abençoe e confirme aquilo que o homem realiza com tanto esforço pois nosso desejo de tomar parte no plano de Deus, e de sermos coparticipantes da natureza divina em felicidade e poder.

No verso 15, A graça do Senhor, é deleite e doçura celestiais para os homens.

Queridos, A nossa gratidão deve transbordar em alegria, louvor e obediência pela imortalidade que temos recebido de Cristo. Amém

Ministração: Rev. Pinho Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *