Secretário Nacional cumpre a última agenda do ano.

Carrousel, Reflexão, Últimas Notícias

O Secretário Nacional da Terceira Idade da Igreja Presbiteriana do Brasil, Rev. Pinho Borges, cumpriu sua última tarefa da AGENDA 2017, no domingo, dia 31 de dezembro, ministrando a Palavra do Senhor, no Culto de Vigília da Igreja Presbiteriana de Tejipió, na cidade de Recife/PE, que é pastoreada pelo Rev. Gedeão Ferreira

O Culto teve início as 22h do domingo encendo-se pontualmente as 24h, horário local, sinaliza pela queima de fogos realizadas pela população. A seguir o esboço da ministração feira pelo Rev. Pinho Borges

CONSELHOS PARA O ANO NOVO
Prov. 4:23-27… 23 Guarda com toda a diligência o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida. 24 Desvia de ti a malignidade da boca, e alonga de ti a perversidade dos lábios. 25 Dirijam-se os teus olhos para frente, e olhem as tuas pálpebras diretamente diante de ti. 26 Pondera a vereda de teus pés, e serão seguros todos os teus caminhos. 27 Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal.

Estes conselhos plenos de sabedoria dados por Salomão a seu filho não perderam seu valor com o passar dos anos.
Hoje, já estarmos entrando num novo ano, que certamente trarão problemas, provações, desafios e dificuldades, por isso devemos entesourar em nossos corações estas palavras de Salomão, tão cheias de sabedoria.

I – “guarda o teu coração” v.23.
Para nós o coração é figurativamente a sede das emoções.
Para o judeu as entranhas eram a sede das emoções, e o coração a sede do intelecto.
Ao aconselhar seu filho dizendo “guarda teu coração” o sábio queria dizer “guarda a tua mente”.
A Pureza de mente é o primeiro requisito para uma vida de vitória sobre o pecado. Pois, é da abundância do coração, isto é, da mente que procede o mal para as nossas vidas (Luc. 6:45).
Pecado é ceder aos desejos do pecaminoso, do enganoso coração humano (Jer. 17:9).
Portanto, precisamos manter nossa mente sujeita a Deus, o único que pode mantê-la pura.
Observe o conselho dado por Tiago: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” Tg. 4:7.
Podemos ainda acrescentar a sábia admoestação escrita por Paulo: “Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra” Cl. 3:2.

II. Preserva os teus lábios, guarda tua língua, v.24.

Aquilo que dizemos pode criar muitas dificuldades e problemas. Tg. 3:5-10.
Assim também a língua é um pequeno membro, e se gaba de grandes coisas. Vede quão grande bosque um tão pequeno fogo incendeia. A língua também é um fogo; sim, a língua, qual mundo de iniquidade, colocada entre os nossos membros, contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, sendo por sua vez inflamada pelo inferno. Pois toda espécie tanto de feras, como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se doma, e tem sido domada pelo gênero humano, mas a língua, nenhum homem a pode domar. É um mal irrefreável; está cheia de peçonha mortal. Com ela bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procede bênção e maldição. Não convém, meus irmãos, que se faça assim.

Mas aquilo que falamos também pode ser uma bênção.
Prov. 15:23 – O homem alegra-se em dar uma resposta adequada; e a palavra a seu tempo quão boa é!. E 25.11 – Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo.

III. Mantenha teu olhar “firme para a frente”. v.25
Nosso olhar deve ser fixo e não distraído.
Não podemos permitir que ele vagueie ao encalço de cada coisa que apareça em nossa frente, pois seríamos afastados do bem e enredados pelo mal.
Devemos desviar nossos olhos de tudo aquilo que é vão.
Nossos olhos precisam ser bons, para que nosso “corpo seja luminoso” Mat. 6:22.
Acima de tudo devemos manter nosso olhar “firme” em Jesus. (Ler Hb. 12:2 – fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus).
Precisamos olhar para Ele em busca de graça e força para vencer cada dificuldade e para permanecemos firmes até o fim.
Olhando para Ele, Pedro conseguiu caminhar sobre as águas encapeladas do mar da Galileia (Mat. 14:24-32). Porém, quando desviou seu olhar do Mestre, ainda que só por um momento, começou a afundar.
Conservar os olhos da fé fixos em Jesus é manter contato ininterrupto com Aquele que é a fonte de poder, Aquele que pode fortalecer-nos e guardar-nos até o fim.

IV. “Pondera a vereda dos teus pés” v.26. Não devemos atuar de modo impulsivo.
A BLH parafraseou este verso com as seguintes palavras: “Pense bem no que vai fazer”.
Precisamos meditar e orar antes de agir.
“Ponha a sua vida nas mãos do Deus Eterno, confie nele…”, pois Ele “guia com segurança, no caminho em que devem andar, as pessoas que Ele aprova” Sal. 37:5,23 BLH. Sim “Ele guarda os pés dos seus santos” I Sm. 2:9.

Conclusão: Pureza de coração, autenticidade no falar e firmeza de propósito nos farão avançar no caminho da paz e da santidade. Portanto, ao iniciarmos esse novo ano, devemos fazê-lo segurando na mão de Deus.
Se assim fizermos, comprovaremos que “a vereda do justo é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito” Pv. 4:18.

Deixe uma resposta